Fundada no dia 5 de novembro de 2014, a Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Mossoró (ACJUS), presidida pelo advogado Wellington Barreto, completa em 2021 o seu sétimo ano de existência. Para marcar a data, por iniciativa do vereador Lawrence Amorim (SD), a Câmara Municipal de Mossoró promoveu na manhã da sexta-feira, 05, uma sessão solene, a 3ª do primeiro período da 19ª legislatura, para homenagear a instituição e pessoas com relevantes serviços prestados em defesa da democracia em Mossoró, Rio Grande do Norte e no Brasil.

Ao todo, 24 personalidades e instituições foram agraciadas, com diferentes honrarias, representadas por medalhas de reconhecimento da CMM. A sessão presidida pelo autor da proposição, vereador Lawrence Amorim, também contou na mesa com as presenças, entre outras autoridades, de Genivan Josué Batista, representando os homenageados, Wellington Barreto, presidente da ACJUS, vereadora Marleide Cunha, que falou em nome dos seus pares, além de Júlio Antônio Lopes, representando as academias jurídicas do Brasil, vindo do estado do Amazonas e Lúcio Teixeira, presidente da Academia Jurídica do Rio Grande do Norte, além do padre Sátiro Cavalcante Dantas.

Reconhecimento

Ao recepcionar os presentes, o presidente da mesa e do Legislativo mossoroense, Lawrence Amorim, destacou a importância de trazer até a casa do povo pessoas que respeitam e valorizam o estado democrático de direito, situação que muito orgulha esse poder. Por sua vez, falando em nome dos homenageados, Genilvan Josué Batista lembrou de sua trajetória aos 14 anos, quando foi alfabetizado, e nunca imaginou receber tão importante homenagem.

“A felicidade de ser ouvido pela ACJUS e a Câmara Municipal de Mossoró, que representa a célula primeira da política nacional, é enorme. Sintam-se envaidecidos pela magnitude dessa homenagem. Quem não entender a importância da iniciativa da Câmara e da ACJUS, é um homem sem coração”, disse o orador.

Genivan enalteceu a luta do presidente da entidade, Wellington Barreto, lembrando conhecê-lo desde o tempo de estudante e comerciário, rebelde, porém inteligente. Fez referência ainda ao presidente do Legislativo, Lawrence Amorim, citando-o como um jovem de uma vida pública exemplar, trabalhando para construir e realizar sonhos em favor do desenvolvimento de Mossoró.

Gratidão

Fazendo uso da palavra, o presidente da ACJUS, Wellington Barreto, começou destacando a importância da amizade e o poder da gratidão. Disse ele, lembrando a citação de um outro jurista, que nem um dever é mais importante que a gratidão. “No primeiro momento é de agradecer ao Poder Legislativo mossoroense em homenagear a nossa instituição. A Câmara merece nosso aplauso em forma de tributo, ao homenagear tão importantes pessoas da geografia humana de Mossoró. A luta dessa Casa na defesa da democracia. O poder mais visualizado é muitas vezes injustiçado”, destacou Wellington, para em seguida dizer que a academia agradece ao presidente Lawrence Amorim e demais vereadores e vereadoras pelo trabalho e o reconhecimento às instituições.

Wellington reforçou que saberá amplificar esse gesto, como formador de opinião, pelos diferentes meios, principalmente na sessão que se realizaria ainda no período da noite da sexta-feira. “Nessa assembleia acadêmica, estaremos mais uma vez exaltando essa Casa. Por sua importância e destaque que vem gozando em toda a cidade. Aplaudir a Câmara Municipal, também é aplaudir o povo de Mossoró e demais membros desta augusta casa”, sentenciou.

No dia 5 de novembro de 2014, acontecia o surgimento da ACJUS, sem fins econômicos. Inaugurou na quinta-feira, dia 4, a sua sede própria denominada de Palácio Cultural Acadêmico Milton Marques de Medeiros. No mesmo espaço também foi entregue a Biblioteca Acadêmico Sátiro Cavalcante Dantas. Também já foi iniciada a construção do auditório Elder Heronildes da Silva que deverá ser concluído no próximo ano. Obras, segundo Wellington, edificadas com recursos próprios dos seus acadêmicos e projeto de alunos da UnP.

Três pilares

Fazendo uso da palavra, representando as academias jurídicas do Brasil e fundador da Academia de Ciências e Letras Jurídicas do Amazonas, Júlio Antônio Lopes, destacou a presença de três colunas importantes no evento. “A coluna da fé, representada pelo padre Sátiro, a coluna do povo representada pelo presidente do legislativo Lawrence Amorim e a coluna da cultura, com o Dr. Wellington Barreto. São pilares que representam o homem e aperfeiçoa a sociedade”, disse. Casado com uma potiguar, ele fez questão de registrar que se sente em casa aliada a boa acolhida. A ACJUS, acrescentou, mostra sua força e a força da cultura mossoroense em ser a única entidade municipal que integra o quadro estadual e nacional nesse segmento.

Também fizeram uso da palavra Lúcio Teixeira, presidente da Academia Jurídica do Rio Grande do Norte; Armando Holanda, representando a Academia Norte-rio-grandense de Letras. Em sua fala, Holanda lembrou da luta para transformar o advogado mossoroense provisório em profissional definitivo, colocando um fim na situação considerada por ele de humilhação, quando esses profissionais se deslocavam, em grupos, até Natal para revalidar suas carteiras provisórias.

Criticou ainda o momento, chamando de “afronta ao princípio tripartite dos poderes”, citando a intervenção do Judiciário, que resolveu legislar, e o Executivo, através de Medidas Provisórias, e os prefeitos que deixam para enviar matérias ao Legislativo de última hora, pedindo urgência.

Por fim, em nome dos vereadores e vereadoras, falou a vereadora Marleide Cunha. Ela enalteceu a importância das instituições para defender a democracia e as pessoas. Sem retórica de discurso, mas como elementos humanos e de direitos. E a ACJUS, reforçou a vereadora, é importante na garantia do diálogo entre governo e a sociedade civil.

Homenagens

Concluídos os pronunciamentos, o presidente dos trabalhos, vereador Lawrence Amorim, deu início à entrega das honrarias. “Esse é um momento de muita alegria em poder homenagear tantas personalidades aqui presentes. Estamos fazendo justiça com esse tipo de homenagem, alcançando pessoas ligadas à educação, ao desenvolvimento social e à cultura”, destacou Lawrence, reforçando que são homenagens a pessoas e instituições pelos relevantes serviços prestados a Mossoró e ao Brasil.

Informações CMM

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...