domingo, 22 de julho de 2018

ALERTA: Sociedade Brasileira de Pediatria emite nota contra o desenho “Super drags” da Netflix



A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) emitiu um comunicado “contra a exposição de crianças e adolescentes a conteúdos impróprios na TV”, declarando o desenho “Super drags”, que será exibido este semestre pela Netflix, como “impróprio para crianças”.

O desenho animado conta a história de três personagens que se tornam “drag queens” e viram “heroínas”. Segundo a SBP, apesar da Netflix alegar que o desenho é para adultos, o conteúdo apresenta forte apelo para o público infantil.



“A SBP respeita a diversidade e defende a liberdade de expressão e artística no país, no entanto, alerta para os riscos de se utilizar uma linguagem iminentemente infantil para discutir tópicos próprios do mundo adulto, o que exige maior capacidade cognitiva e de elaboração por parte dos espectadores”, diz um trecho da nota.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) fala em nome de cerca de 40 mil especialistas na saúde física, mental e emocional, sendo esse um posicionamento muito importante para às famílias, cada vez mais afrontadas por conteúdos que fazem apologia ao movimento LGBT.

“Vários estudos internacionais importantes comprovam os efeitos nocivos, entre crianças e adolescentes, desse tipo de exposição. Ressalte-se o período de extrema vulnerabilidade pela qual passam esses segmentos, com impacto em processos de formação física, mental e emocional”, continua a nota.


Os especialistas afirmam que é preocupante esse tipo de conteúdo, uma vez que é difícil os pais controlarem o acesso das crianças aos desenhos. Isto é, nesse caso, por ser um desenho animado, a simples animação se constitui uma atração para às crianças, que podem ser expostas ao conteúdo outros meios, como vídeos compartilhados na internet.

Por fim, a SBP pede que a Netflix cancele o lançamento e transmissão do desenho “Super drags”, a fim de proteger o desenvolvimento psicossocial das futuras gerações.

“Sendo assim, a SBP reitera seu compromisso com a liberdade de expressão e com a diversidade, mas apela à plataforma que cancele esse lançamento, como expressão de compromisso do desenvolvimento de futuras gerações”, conclui.

Para ler a nota completa, clique aqui.

sábado, 21 de julho de 2018

Pré-candidato a deputado estadual Capitão Gondin se reúne com militantes do PSL de Montanhas-RN


O Capitão Gondin, Pré-Candidato a Deputado Estadual pelo PSL 17 RN esteve em Montanhas RN com os Integrantes Conservadores do Diretório Provisório do PSL Montanhas: Danilo, Eduardo, Armando e Maria José. Conversou com o FUTURO político conservador dessa querida Cidade! Esta Guerra Santa contra esta Ideologia Maldita não acaba em 2018! Vamos Extirpar a Esquerda do Poder!!! Rumo a 2020!!! BRASIL, ACIMA DE TUDO! DEUS, ACIMA DE TODOS! CAPITÃO GONDIN.

Jacó Jácome participa do Aniversário de 71 anos da Igreja de Cristo



O deputado estadual Jacó Jácome, participou neste sábado, dia (21), em Pau dos Ferros-RN, da festividade e aniversario de 71 anos da Igreja de Cristo e congresso de jovens.

O deputado Jacó Jácome, participou da festividade evangelica ao lado do vereador Hugo Alexandre, presidente da Câmara do próximo biênio 2019-2020.

Projeto de Lei quer colocar exemplares da Bíblia nas bibliotecas e escolas



Um Projeto de Lei (PL) apresentado pelo vereador Júlio Obama Jr (PHS) prevê a manutenção de exemplares da Bíblia Sagrada nos acervos de todas as bibliotecas públicas, privadas e das escolas municipais e particulares de Juiz de Fora, na Zona da Mata.

O PL 77/2018 já passou pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara Municipal da cidade e segue, agora, para avaliação da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira da casa.

De acordo com o parágrafo único do decreto, a aquisição dos exemplares será por meio de doações de seus usuários. Cada biblioteca deverá ter pelo menos um exemplar da Bíblia.

Em sua justificativa ao presidente da Casa, Obama Jr diz que “o objetivo do presente projeto é possibilitar que a Bíblia faça parte do acervo das bibliotecas, tendo em vista o fato de a Bíblia ser considerada um livro sagrado, e como tal, deve ser disponibilizado para os estudantes”.

“Sabemos que iniciativas dessa natureza não vão contra o Estado laico, garantido pela Constituição Federal, que em seu preâmbulo, os constituintes de 1988, promulgaram sob a proteção de Deus. O artigo 50 do texto garante a liberdade religiosa como direito fundamental. Já o artigo 210, confere o caráter opcional de aulas de religião em escolas públicas, determinando que o ensino religioso, de matrícula facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental”, reforça o parlamentar em suas justificativas.


A intenção do PL, segundo ele, “não é privilegiar uma única confissão religiosa, mas sim, oportunizar ao estudante mais uma fonte de estudo que às vezes não é oferecido ou disponibilizado em casa.”

Ainda de acordo com o vereador, a Bíblia não se restringe a um livro religioso, já que se apresenta como uma preciosa fonte de pesquisa para acadêmicos de faculdades de filosofia, história e sociologia, dentre outras.

“É uma leitura universal, sendo apontado como o livro mais lido do mundo. Entendo como de grande importância que as nossas bibliotecas possuam livros desse quilate, inclusive publicações que abordem assuntos de outras religiões”, reforça Obama Jr.

Para ele, o ideal seria que não fosse necessária uma lei para que todos os acervos já contassem não só com a Bíblia, mas também com obras representativas de outras religiões.

Ainda de acordo com o vereador, contribuiria, assim, “como instrumento de pesquisa, de cultura e um caminho de vida, uma vez que pode ajudar através da fé, amenizar os problemas sociais e espirituais enfrentados por toda humanidade, independentemente de credo, e, desta forma, contribuir para afastar principalmente as crianças e jovens dos males que rondam e ameaçam a todos”, conclui o vereador.

Fonte: O Tempo

O PV realizou convenção nessa sexta-feira


O partido( PV), realizou nesta sexta-feira, dia (20), convenção e aprovou coligação com o partido do Solidariedade e ficou definido 6 candidatos homens e 6 mulheres em coligação na proporcional com o Solidariedade na chapa de Estadual, já para Federal o partido aprovou uma coligação mais ampla com o PSC,Solidariedade, PSL, Patriota, e PSDC pra Federal só ira lançar Bertone Marinho, e entre os Estaduais o nome de Wagner Moura.

Marisa Lobo critica programa de Pedro Bial por incentivar o suicídio assistido: “Cultura de morte”



A psicóloga e escritora Marisa Lobo, pré-candidata ao cargo de deputada federal pelo Paraná esse ano, publicou um artigo onde critica a forma como o programa do apresentador Pedro Bial tratou o tema “suicídio assistido” no último dia 17, alegando que ao invés de incentivar a vida, o talk show promoveu uma “cultura de morte”.

“A verdade é que pessoas como eu e outros conservadores que defendem o direito à vida a todo custo, terminam sendo retratados como retrógrados e incapazes de compreender a dimensão do sofrimento envolvido em um processo de decisão como esse, pelo suicídio assistido”, escreveu a psicóloga.



Marisa explica que ao retratar o Brasil como um país “atrasado” em comparação com outros, como a Suíça e o Canadá, onde o suicídio assistido é legalizado, pessoas que lutam em favor da vida são consequentemente vistas como preconceituosas, quando na realidade não são.

“É justamente porque entendemos que todos nós desejamos viver, e viver o máximo possível, que defendemos a vida, mesmo nas condições mais difíceis”, disse a psicóloga, destacando que o motivo principal pelo qual algumas pessoas optam pelo suicídio assistido é a fala de acolhimento e suporte adequado de saúde.

“Não se trata de uma percepção nossa, apenas. Ou seja, de quem não está passando pela dor. Essa também é a opinião da absoluta maioria dos pacientes que estão em estágio terminal”, disse ela, citando uma reportagem da CBC News, onde é revelado que o número de suicídios assistidos aumentou 30% no Cadaná após a legalização, sendo a idade média das pessoas que optam pela morte de 73 anos.


“O que poucos sabem, exatamente porque esse não é o lado explorado pela grande mídia em sua maioria promotora da cultura de morte (…), é que a maioria desses pacientes relataram situações de sofrimento durante o tratamento das doenças. A falta de estrutura médica e principalmente apoio familiar são os principais ‘gatilhos’ para a decisão de tirar a própria vida. Não é por acaso que a maioria são idosos”, explica Marisa.

“A sensação de estar abandonado e não ser mais “útil” para a família e sociedade em geral, revelam algo muito mais grave do que pensamos. Isso mostra que no lugar de tratar o sofrimento humano em sua origem, permitindo que tais pessoas possam lidar com o sofrimento de forma digna e acolhedora, o mundo está incentivando a morte delas”, acrescenta.
“A humanidade está se ‘desumanizando’”

Para Marisa Lobo, a forma como o programa de Pedro Bial abordou o tema, colocando o suicídio assistido como uma opção, é uma forma de utilizar a narrativa dos “direitos humanos” para sancionar o que a autora chama de “cultura de morte”.

“A intenção de muitos que aparecem com discursos polidos em programas como o de Pedro Bial, falando em nome dos “direitos humanos” e da “liberdade” [é] sancionar a morte, do útero materno ao doente no leito de hospital”, declara a psicóloga.

Por fim, Marisa Lobo afirma que precisamos distinguir o sofrimento humano de quem pretende instrumentalizar esse sofrimento em prol dos seus interesses. “Não podemos confundir os que desejam legalizar a morte com os que enxergam na morte uma solução para suas dores”, disse ela, segundo informações do Guiame.

“Enxergar sentido no sofrimento é um desafio, assim como lidar com os temores que todos nós temos diante da morte. Alguns simplesmente querem evitar essa angústia abreviando seus dias, como se não houvesse mais esperança e o temor da morte seduzisse mais do que o brilho do sol a cada manhã. O nosso papel enquanto sociedade é acolher o sofrimento, compreender e incentivar a vida, custe o que custar”, conclui Marisa.

Projeto Almas para o Reino contará com Participação do Cantor Cleiton Queiroz

O projeto Almas para o Reino, acontecerá dia 27 de julho na cidade de Assú, e terá participação do Cantor evangélico Cleiton Queiroz.

O evento também contará com os lançamentos dos CDs dos Cantores Danilo Lopes e Juliana Oliveira, ambos da cidade de Assú.

Assembleia de Deus vai realizar mil cultos em Mossoró neste sábado


A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Mossoró vai promover ação evangelística, neste sábado, dia 21 de julho, com o objetivo de impactar os quatro cantos da cidade. Todas as congregações da denominação vão estar envolvidas na realização mil cultos, pela manhã, à tarde e à noite.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...