“É uma carnificina permanente o governo Fátima Bezerra na saúde pública. É um desmantelo geral, um desgoverno”. Disparou o Coronel Azevedo (PSC), revoltado com a morte do idoso José Williams, que teve atendimento médico negado no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. O idoso gravou um vídeo no qual afirma não ter conseguido ser atendido na unidade de saúde. Ele morreu horas depois, vítima de uma parada cardíaca.

Em entrevista ao Jornal Agora RN, o Coronel Azevedo destacou: “É um absurdo, um caso de polícia o retrato da gestão Fátima Bezerra na saúde”. E continuou: “As pessoas que mais precisam da saúde pública estão sofrendo, são milhares e milhares de pessoas nas filas aguardando por consultas, exames e cirurgias. Todos os dias existem relatos de pessoas que estão tendo membros do corpo amputados por falta de tratamento”, denunciou.

O Coronel Azevedo relembra que durante a campanha política a governadora Fátima Bezerra (PT), prometeu colocar o seu gabinete dentro do Hospital Walfredo Gurgel: “E todos os dias os relatos são terríveis do que está acontecendo nos corredores do Walfredo e do Clóvis Sarinho”. E apontou: “A Fátima da campanha é totalmente diferente da Fátima gestora, que inclusive está viajando, enquanto as pessoas estão morrendo aguardando o socorro da saúde pública do Rio Grande do Norte”, enfatizou.

Segundo Azevedo: “A exemplo de calotes [que a governadora deu] em fornecedores, em fechamento de unidades hospitalares, em problemas com terceirizados, o SAMU, a compra de respiradores que a CPI da Covid-19 está apurando, dentre outros contratos suspeitíssimos de irregularidades que a CPI analisando, é mais um resultado danoso para a população potiguar”, disse.

Agora RN

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...