O pastor José Carlos de Lima, presidente da Igreja Assembleia de Deus na Paraíba e 2° vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), declarou em um vídeo que esta proibido que políticos façam campanha política no altar da igreja.

“Eu quero pedir respeitosamente que pré-candidatos não sejam levados para o púlpito”, disse ele citando que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estará fiscalizando as igrejas a fim de aplicar punições.

A recomendação se dá pela aproximação das eleições de 2022, quando os políticos começam a procurar apoio. O pastor pede para que essas pessoas sejam colocadas dentro da nave, que sejam apresentadas aos fiéis, mas que não estejam no púlpito.

“Eu não tenho dificuldade em obedecer, aqueles que obedecerem os mandamentos não vai sofrer”, continuou.

Assista:


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...