quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Reunião pública foi realizada nesta quinta-feira, na Câmara Municipal de Mossoró

 


Audiência pública na Câmara Municipal de Mossoró, nesta quinta-feira (16), alertou para necessidade de mais apoio à saúde mental. Proposta pelo vereador Pablo Aires (PSB), a reunião discutiu prioridades para o setor, com autoridades políticas, especialistas, gestores de saúde, entre outros.

O psicólogo da Prefeitura de Mossoró Aldecir Gabriel da Silva defendeu o fortalecimento da atenção básica, com foco na saúde mental. “Precisamos de uma política de saúde mental intrassetorial, com a agenda permanente também com ações de assistência social, esporte e cultura”, propôs.

Sobre o financiamento do setor, o deputado estadual Sousa (PSB) se comprometeu em alocar recursos (emenda), para a atenção à saúde mental de Mossoró. Ele pediu definição de prioridade para receber investimento. “Pensem, dialoguem e contem com o nosso mandato”, assegurou.

Avanços e desafios

Coordenadora de Saúde Mental da Prefeitura, Kalyana Fernandes apresentou a estrutura de saúde mental em Mossoró e exemplificou, como avanço, a mudança da estrutura física do Hospital São Camilo/Dr. Milton Marques, que tornou o atendimento integral e mais humanizado.

Entre os desafios, citou a necessidade de ampliação da unidade e construção dos Centros de Apoio Psicossocial (CAPS) em estrutura própria. Atualmente, funcionam em prédios alugados.

O promotor da Infância e Juventude em Mossoró, Sasha Alves, disse que mais 90% dos casos de acolhimento institucional de crianças e adolescentes decorrem de problemas de saúde mental. “Precisamos de mais políticas públicas, como espaços terapêuticos e ações previstas nas leis orçamentárias”, pontuou.

Parte da campanha Setembro Amarelo (mês de prevenção ao suicídio), a audiência pública contou ainda com os vereadores Lawrence Amorim (Solidariedade), Larissa Rosado (PSDB), Wiginis do Gás (Podemos), Paulo Igo (Solidariedade), Raério (PSD), Marleide Cunha (PT), Lucas das Malhas (MDB). A vereadora Carmem Júlia (MDB) justificou ausência.

Embasamento

O vereador Pablo Aires considerou positiva a audiência. “Aprofundamos o conhecimento sobre a rede de atenção à saúde mental e atendimento psicossocial de Mossoró”, diz o parlamentar.

As informações apresentadas na reunião, segundo ele, subsidiarão políticas públicas. Podem, inclusive, serem inclusas, por meio de emendas, no Plano Plurianual (PPA) 2022/2025 e na Lei Orçamentária Anual (LOA), cujos projetos estão em tramitação na Câmara Municipal de Mossoró.

Informações CMM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...