O Ministério Público com competência eleitoral da 34ª Zona de Mossoró entrou ontem (1°) com duas representações eleitorais em face de vereadores da cidade, pedindo suas cassações.

Tratam-se das figuras dos edis Genilson Alves e Tony Fernandes. Segundo o Ministério Público, foram realizadas operações irregulares graves nas contas dos vereadores, acerca de captação e gastos ilícitos na campanha, fundamentado pelo artigo 30-A da Lei das Eleições.

Ao final de cada ação, o Dr. Lúcio Romero Marinho Pereira – promotor titular da 34ª Zona Eleitoral – pede a cassação do diploma dos vereadores, aplicando-se consequentemente a inelegibilidade por oito anos.

Acaso cassados, assumiriam seus respectivos suplentes, os quais Victor Carneiro (Suplente do Solidariedade – Tony) e Marileide Morais (Suplente do PROS – Genilson)

Veja cópia integral dos pedidos:

Informações Agenor Melo

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...