quinta-feira, 11 de março de 2021

Em seu primeiro 'comício', Lula critica cultos durante a pandemia

 




Nesta quarta-feira (10), o ex-presidente Lula realizou um evento onde, em tom de comício, fez questão de criticar igrejas evangélicas que estão abertas durante a pandemia.

Sem se importar com a fé de milhões de brasileiros, acusou as igrejas de serem responsáveis pelo grande número de mortes por covid-19 no Brasil.

"Muitas mortes poderiam ser evitadas. O papel das igrejas é ajudar, não é vender grão de feijão ou fazer culto cheio de pessoas sem máscaras dizendo que tem o remédio para curar", criticou.

Revanchismo

Lula tem se voltado contra as igrejas desde que perdeu o apoio político das mesmas.

Após a maioria das denominações evangélicas apoiarem o presidente Jair Bolsonaro, o Partido dos Trabalhadores passou a fazer ataques contra o grupo.

De Fernando Haddad, então como candidato à eleição, chamando o bispo Edir Macedo de "charlatão", a Lula ridicularizando evangélicos que atuavam na Operação Lava Jato.

Ao mesmo tempo, Lula já revelou o interesse de reforçar o apoio dos evangélicos nas periferias brasileiras, instruindo a formação de grupos que tragam esse eleitorado para perto do PT novamente.

Em entrevista para a TV do Trabalhador, no começo de 2020, o ex-presidente chegou a dizer que tem "jeito de pastor".

“Eu acho que tem um espaço pra discutir religião nesse país muito grande. Eu quero entrar nessa. Eu tenho até um jeitão de ser pastor, tenho um jeitão, tô de cabelo branco… Eu posso ser pastor ou posso ser padre, é só a igreja acabar com o celibato que eu topo”, disse.




JM Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...