terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Igreja em Mogi das Cruzes leva serenatas para idosos em isolamento



Um grupo cristão de Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, resgatou um gesto de amor das décadas passadas e resolveu abençoar os idosos levando um pouco de música em forma de serenata.
Publicidade

A ação de levar a serenata aos velhinhos foi realizada por membros da Primeira Igreja Batista (PIB) da cidade. Devido a pandemia da Covid-19, o grupo optou por levar carinho e conforto aos idosos que estão em isolamento social.

O projeto foi batizado de ‘Serestando’ e os integrantes, vestindo trajes vintages e com um repertório que leva canções de fé e esperança, já fizeram mais de 50 visitas e somam histórias emocionantes em Mogi das Cruzes. Além de acolher o próximo, o projeto também aquece o coração de quem o executa. É a alegria na felicidade do outro e a confiança de que dias melhores virão. É o que explicou uma assistente social e voluntária da PIB.
Publicidade


Além das serenatas, PIB também realiza entrega de “mimos” aos homenageados – Foto: Cauany Figueiredo/PIB Mogi das Cruzes

“A gente não toca só a pessoa que está recebendo a serenata. A gente toca ao redor. A gente toca os vizinhos. Às vezes os vizinhos saem para ver a gente. Agradecem, batem palma. Esses dias a gente fez serenata para uma senhora e tinha duas vizinhas ao lado. A família toda saiu e pediu para que a gente fosse lá cantar na casa deles”, comenta Silvana Massa Checan à TV Diário.

O projeto era executado pela igreja antes da pandemia, mas com o passar dos anos, foi ficando de lado. A voluntária Silvana disse que com a chegada do vírus ao Brasil, da quarentena e dos isolamento social, a instituição resolveu voltar com o projeto com força.
Publicidade

“A gente viu a necessidade dos nossos idosos, que não estavam indo à igreja porque fazem parte do grupo de risco. Nós começamos a visitá-los. Mas, começamos a ver que outras pessoas também estavam precisando. Pessoas mais jovens, mas que fazem parte do grupo de risco, pessoas que estavam fazendo aniversário. Foi tomando uma proporção e a gente está até agora fazendo as serenatas”, disse ela à TV.

Inicialmente, a ideia era visitar os membros da igreja, mas visando o corpo de Cristo e o cumprimento do evangelho em si, a igreja decidiu levar a palavra de Deus, música e oração também às outras pessoas da cidade, e sempre respeitando as normas sanitárias e evitando o contágio do novo coronavírus entre os integrantes

“Primeiro a gente faz contato com o familiar. O familiar é nosso cúmplice. Ele faz com que a pessoa esteja disponível naquele momento, porque não pode ser muito tarde. A caracterização é própria. A gente coloca meia calça, saia, chapeuzinho. Os homens com gravatinha borboleta, chapéu, suspensório. A gente pensa em montar lá um ambiente, uma forma como eles também se sintam amados”, disse Silvana.


As visitas são iniciadas por volta das 20h e seguem até 22h30. Depois de combinar secretamente com a família do homenageado, o grupo vai até a casa e, do portão, inicia a cantoria. A primeira música é um convite: “sabe quem está batendo na portinha do seu coração?”, questiona o verso. “Abre a porta, querido, a noite está tão linda. A serenata é para você”, continua ela.

Quando abre a porta, o visitado é surpreendido pelo grupo, que canta cerca de três músicas antes de partir dali para a próxima casa da noite. Embora o repertório pareça pequeno, a assistente social garante que é o suficiente para render boas histórias e muita emoção.

“A gente passa a semana tão corrida. Aí chega a sexta-feira, um está saindo do serviço, um está correndo, às vezes está chovendo. Aí a gente se prepara, a gente vai todo caracterizado. Ali a gente começa a ver que um sorriso, um agradecimento, realmente faz bem para o próximo”.

Gospel Minas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...