quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Aprovado projeto de lei que propõe igrejas como atividade essencial em Goiânia




Após mais de 1h30 de debate na Câmara Municipal de Goiânia, foi aprovado por unanimidade o projeto de lei para que as igrejas sejam vistas como atividade essencial na capital.

De autoria do vereador Dr. Gian Said (MDB), propõe que o mesmo seja cumprido com o protocolo de segurança em combate à Covid-19.

De acordo com Dr. Gian, os templos religiosos são locais que tem que se manter abertos. “Eu tenho certeza que o prefeito Rogério Cruz, também entende isso, mas óbvio respeitando as normas de segurança e os protocolos. Aqui eu não estou colocando nenhuma determinação que seja para os evangélicos, mas para todas as religiões”, explica.

A vereadora Aava Santiago (PSDB), se posicionou com algumas pontuações quanto à obrigação dos cultos de obedecerem os protocolos.”Eu não posso priorizar segmentos religiosos em detrimento da saúde pública. Nós devemos manter as instituições religiosas funcionando administrativamente, todas elas, porque as pessoas recebem não só o suporte espiritual, mas o suporte social nessas instituições”, pontua.

“O culto não é necessário para que a gente mantenha a nossa fé durante a pandemia, o compromisso público com a fé é priorizar a saúde e a vida. Foi nesse sentido que eu fiz a minha pontuação, pedindo para que o projeto seja claro e diga que os cultos serão cancelados caso haja um decreto de lockdown independente do horário administrativo da igreja estar funcionando guardando todas as recomendações de saúde”, completa a vereadora.

Fonte: Jornal Opção

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...