Diante do aumento do número de casos da covid-19 no Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra se reuniu, por videoconferência, ao longo desta segunda-feira (7), com prefeitos, secretários municipais de saúde e representantes de municípios das regiões Metropolitana de Natal, Agreste, Oeste e Alto Oeste para tratar das novas ações de enfrentamento à pandemia no estado potiguar.

A primeira reunião aconteceu com os prefeitos e representantes da Região Metropolitana de Natal. Estiveram no encontro representantes de Natal, Parnamirim, Macaíba, Ceará-Mirim, Extremoz, São Gonçalo do Amarante, São Miguel do Gostoso, Galinhos, Nísia Floresta, Tibau do Sul, Baía Formosa, Canguaretama, Pedra Grande e Maxaranguape. O segundo momento foi voltado para os municípios do Oeste do RN.

Após ouvir os representantes das cidades, o Governo apresentou as medidas prioritárias que os prefeitos devem adotar, com apoio da gestão estadual: 1) atualizar e/ou editar novo decreto dos planos municipais de contingência; 2) retomar os Comitês Regionais com representação efetiva dos municípios; 3) realizar barreiras sanitárias qualificadas; 4) rastrear os casos através da atenção primária de saúde; 5) monitorar os pacientes com oxímetro; 6) editar norma técnica para orientar os cuidados pós-Covid e 7) ampliar a fiscalização nos ambientes de trabalho, em especial comércios, para garantir distanciamento social e evitar aglomerações.

A governadora Fátima Bezerra, que coordenou as duas reuniões, alertou que o aumento de casos reflete-se na hospitalização e internamentos e pode vir a se refletir no aumento dos óbitos. "Daí a necessidade do estado e municípios, através ações do Pacto pela Vida, tentar conter a ocorrência de novos casos. Pelo Governo do Estado estamos revertendo 89 leitos para atendimento Covid. O Governo vai dar todo o apoio aos municípios, inclusive na área da segurança pública. Os municípios têm suas prerrogativas legais e devem aumentar as medidas de combate a Covid e para evitar aglomerações das festas de fim de ano", afirmou a governadora.

A programação da Sesap para reversão de leitos para atendimento exclusivo Covid é a seguinte: Região Metropolitana – 20 leitos; Seridó – 10 leitos; Oeste e Alto Oeste – 27 leitos; Mato Grande/Agreste - 16 leitos; Potengi – 16 leitos. A secretária-adjunta de Saúde Pública do estado, Maura Sobreira, destacou que hoje o cenário é diferente do início da pandemia. "Temos maior incidência junto à população jovem que tende a desrespeitar mais o isolamento social. É fundamental a ação dos municípios para evitar o crescimento da pandemia", avaliou a gestora.

Representantes dos municípios, a exemplo de Antônio Flávio (Alto do Rodrigues), informaram que os eventos do período eleitoral levaram a população a achar que pandemia havia acabado. "O município de Alto do Rodrigues não fará eventos neste final de ano. Mas a iniciativa privada se programa para fazer. Precisamos do apoio policial", ressaltou.

A secretária de Saúde de Mossoró, Saudade Azevedo disse que a prefeitura ainda não editou novo decreto, mas está trabalhando na atualização do Plano de Contingência. Ela acrescentou que a partir de hoje à noite “o município vai recomeçar a fiscalização do cumprimento das regras protetivas como o uso da máscara, distanciamento social e restrições a aglomerações”.

De acordo com o secretário de saúde de Extremoz, Fábio Medeiros, “o município está voltado para não incentivar os eventos de massa. Com foco na atenção básica para evitar a lotação do hospital municipal. A equipe de saúde está alinhada”.

O Pacto pela Vida é ação que envolve o Governo, prefeituras e sociedade no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), nesta segunda-feira (7), mostram que o RN contabiliza um total de 2.752 mortes pela covid-19 e um acumulado de 98.564 pessoas infectadas desde o início da pandemia.


Medidas adotadas a partir da recomendação do Comitê de Especialistas da Sesap:


• Retomada do Pacto pela Vida;
• Ampliação dos leitos nas regiões de saúde: 89 sendo 53 de UTI e 36 clínicos;
• Ampliação das estratégias de comunicação;
• Realização do Inquérito Sorológico;
• Manutenção da testagem de forma ampliada;
• Fortalecimento das ações de vigilância em saúde;
• Recomendações aos empregadores/empregados
• Recomendações acerca das festividades de final de ano


• Revisão dos eventos de massa autorizados.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...