quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Bancada Evangélica repudia lei que legaliza o aborto na Argentina: "banaliza a vida e promove matança de inocentes"


 

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, liderada pelo deputado federal Cezinha de Madureira, emitiu nota de repúdio nesta quarta-feira (30), protestando sobre a Lei votada e aprovada no país vizinho que legaliza o aborto.

Segundo Madureira, a lei aprovada é “absurda e totalmente desrespeitosa com as vidas humanas de fetos indefesos que estarão a partir de agora, condenados à morte de maneira silenciosa e cruel”, disparou o líder evangélico.
Saiba + Presidente esquerdista pede e Senado da Argentina aprova projeto de lei que legaliza o aborto

O parlamentar ressaltou também, que “o Brasil, de maioria Cristã, está atônito com tal decisão e também repudia tal interpretação equivocada de uma lei que banaliza a vida e promove verdadeira matança de inocentes, em total desrespeito à vida, aos valores Cristãos, em sua maior expressão, a concepção sagrada de um ser humano”.

Confira a nota na íntegra:

Em qualquer lugar do mundo, somos contra o Aborto. NOTA DE REPÚDIO

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, vem a público manifestar a sua contrariedade, de forma veemente a Lei votada e aprovada no pais vizinho, a argentina.

Tal lei autoriza e legaliza o Aborto naquele país, entendemos que o País tem soberania e está exercendo sua autonomia democrática, onde vige a lei que julgamos absurda e totalmente desrespeitosa com as vidas humanas de fetos indefesos que estarão a partir de agora, condenados à morte de maneira silenciosa e cruel,
O Brasil, de maioria Cristã, está atônito com tal decisão e também repudia tal interpretação equivocada de uma lei que banaliza a vida e promove verdadeira matança de inocentes, em total desrespeito à vida, aos valores Cristãos, em sua maior expressão, a concepção sagrada de um ser humano.

O Congresso Nacional Brasileiro tem sua representatividade Cristã, na pessoa jurídica da FPE, de caráter interdenominacional, e não permitirá, sob nenhuma hipótese, que essa aberração influencie nosso País, naquilo que já reputamos ser uma violência desmedida e desumana contra a vida, e envidaremos todos os esforços para que a maioria Cristã de brasileiros tenham seus direitos preservados e respeitados, pois entendemos que a vida humana merece toda atenção do estado, da família e da Igreja.

Rogamos à Deus que as autoridades argentinas percebam em tempo hábil, o que estão promovendo e consiga reverter essa lei absurda e nefasta para que seja preservado, o mais elementar de todos os direitos, o direito à vida.

Cezinha de Madureira
Deputado Federal
Presidente da FPE


JM Noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...