sábado, 25 de julho de 2020

Universal processa bispo Romualdo Panceiro por usar “marca” em nova igreja



A briga entre a Igreja Universal do Reino de Deus e seu ex-bispo, Romualdo Panceiro, chegou à Justiça: a instituição fundada por Edir Macedo quer impedir o uso de elementos que compõem sua identidade pela igreja fundada pelo antigo sacerdote.

A ação aberta pela Universal na 1ª Vara Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem do Fórum Cível de São Paulo quer proibir Panceiro de usar marcas e símbolos que, supostamente, seriam pertencentes à instituição, como “Jesus Cristo” e “Pomba”.

Recentemente, a Igreja Pentecostal Deus é Amor moveu processo semelhante contra um pastor dissidente, mas viu a Justiça decidir que a expressão “Deus é Amor” não pode ser considerada uma marca, e autorizou sua utilização pela Igreja Pentecostal Deus é Amor Renovada Ministério de São Paulo.

Panceiro, que chegou a ser apontado como sucessor de Edir Macedo, rompeu com o fundador da instituição e, há menos de dois meses, fundou sua própria igreja, com nome bastante semelhante ao da Universal: Igreja das Nações do Reino de Deus.


O logotipo da igreja usa uma fonte bastante parecida com a que era usada pela instituição de Edir Macedo há alguns anos, e insere a pomba branca no centro de uma cruz, enquanto a Universal usa a ave que representa o Espírito Santo no centro de um coração.

De acordo com informações da BBC, a Igreja Universal reivindica o direito de imagem, alegando ter o registro das marcas “Universal”, “Universal Igreja do Reino de Deus”, “Universal Jesus Cristo é o Senhor” e “Reino de Deus”.

Outra alegação é que Panceiro teria utilizado “indevidamente” as marcas e outros símbolos da Universal para “solicitar doações de fiéis por meio de depósitos bancários, induzindo-os a erro”.

Diante disso, a instituição requereu a concessão de tutela de urgência para que seu ex-bispo e a Igreja das Nações “se abstenham imediatamente de utilizarem indevidamente e de maneira não autorizada o nome, imagem e marcas registrada da entidade religiosa”, a fim “de obter vantagem econômica indevida ao induzir fiéis”.


O primeiro templo da Igreja das Nações do Reino de Deus fica na avenida Celso Garcia, no bairro do Brás, região central de São Paulo, muito próximo da sede da Igreja Universal, o Templo de Salomão.

Desde que abandonou a Universal em Portugal, em 2018, Panceiro esteve fora dos holofotes e foi tachado por Macedo de Sambalá, personagem do Antigo Testamento que se opôs à obra de reconstrução do muro de Jerusalém e foi considerado traidor. Oficialmente, a Universal diz que seu afastamento se deu por “condutas inadequadas”.

Desde sua fundação, a Igreja Universal se tornou o berço de outras instituições neopentecostais: de lá saíram a Igreja Internacional da Graça de Deus, fundada por R. R. Soares, cunhado de Edir Macedo; a Igreja Mundial do Poder de Deus, fundada pelo ex-bispo Valdemiro Santiago; e a Igreja Plenitude do Trono de Deus, fundada por Agenor Duque, que era pastor na organização do bispo proprietário da Record TV.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...