quinta-feira, 30 de julho de 2020

Entrevista a vereadora Aline Couto de Mossoró


O Blog do Cleiton Albino, inicia uma série de entrevistas apresentando o perfil do pré-candidato evangélico nas eleições de 2020.

Nesta quinta-feira, dia (30), a convidada é a vereadora Aline Couto (PSDB), ela é pré-candidata a vereadora nas eleições de 2020.

01° Como o meio político ver o povo evangélico?

O meio político tem acompanhado o crescimento vultuoso da população evangélica no Brasil, e percebido o reflexo desse crescimento, e o seu interesse tanto na representatividade quanto na busca de políticos que lutem pelo bem comum da sua Cidade, estado e País.

02° Quais as maiores reivindicações do segmento evangélico ao poder público?

As reivindicações estarão sempre ligadas à direitos e leis que garantam o avanço da Fé, da moral, da família. Pois nesses últimos anos a igreja vem sofrendo muitos ataques e perseguições por defender o seu ideal, a sua doutrina, a palavra de Deus.

03° Pode se dizer que acabou o preconceito das igrejas evangélicas? Quanto a políticos evangélicos?

O preconceito ainda existe por parte de algumas lideranças religiosas. Mas notamos que vem diminuindo, tendo em vista as opiniões e reações. As pessoas tem acompanhado os problemas e as consequências de não ter representantes da igreja nas esferas políticas.

04° Os políticos evangélicos são eleitos apenas para legislar um segmento? Como você vê essa questão? 

Não. O político evangélico não está apartado da sociedade, ele tem acompanhado as dinâmicas sociais que não dizem respeito só à fé, ele é preparado pra analisar por exemplo como anda a segurança pública, a saúde pública, e também combate a corrupção.
05° Como é o seu relacionamento com o público evangélico?

O relacionamento com o público evangélico tem sido bastante enriquecedor ao nosso mandato, pois temos sentido o apoio e participação deles nas problemáticas da nossa Cidade e nos projetos desenvolvidos junto ao nosso gabinete.

06° Como é seu relacionamento com as lideranças evangélicas?

Desde que assumir o mandato, as portas do nosso gabinete estão abertas, independentes de religião, de denominações diferentes da que faço parte. Pois estamos lá pra atender e lutar pela sociedade como um todo.

07° Que tipo de pessoas os evangélicos jamais poderia votar?

Na minha opinião pessoas desonestas, que não tivesse confiança na representatividade, e que não acreditasse nos seus ideais políticos.

08° Sendo eleito? O que poderemos esperar do seu mandato?

Se eleita, continuarei trabalhando com honestidade, lutando pela minha Cidade, pelo povo, para que as políticas públicas e os serviços aconteçam. Sempre honrando a confiança em mim depositada.

09° O que você espera da igreja evangélica nas eleições de 2020?

Esperamos que o eleitor evangélico vote em um candidato que cumpra e desempenhe as funções atribuídas relativas ao seu madato. Que escolha de preferência um candidato que professem a mesma fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...