terça-feira, 16 de junho de 2020

Bispo da Universal critica comentário de apresentador da Record



Durante culto transmitido nesta segunda-feira (15), o bispo Guaracy Santos criticou uma fala do apresentador Samuel Vettori, que estreou há uma semana na Record do Rio Grande do Sul, sobre coronavírus durante o programa Balanço Geral.

“Você consegue se adaptar ao ‘novo normal’? Inclusive, alguém liga para o pastor Carlinhos, da Record, e fala para ele avisar àquele apresentador novo lá que isso não existe dentro da nossa instituição não. Hoje eu estava vendo o programa do Samuel Vettori, ele mandando a gente se adaptar ao ‘novo normal’. O ‘novo normal’ está amarrado em nome de Jesus! Está repreendido e amarrado debaixo dos nossos pés. Vai para o quinto do inferno o ‘novo normal’! Esse novo normal a gente não quer! A gente quer o normal que a gente tinha!”, criticou o bispo.

O “pastor Carlinhos”, citado por Guaracy, é Carlos Alves, presidente do Grupo Record RS desde março. No mesmo culto, o representante da Igreja Universal admitiu ter se enfurecido com o discurso do apresentador em defesa das medidas de distanciamento social para impedir a propagação do coronavírus, e chamou de “filhos do diabo” os apoiadores do isolamento, como o governador Eduardo Leite (PSDB).

“Eu fui em casa almoçar, liguei a televisão para assistir ao jornal com a minha mulher, aí estava o apresentador nosso, da Record, falando: ‘Nós vamos ter que nos adequar ao novo normal’. Me deu uma raiva… No meu espírito, eu já dei um grito dentro da alma: ‘Estás amarrado em nome de Jesus!’ É ruim que a família Universal vai se adaptar ao fracasso. É ruim que a família Universal vai se adaptar à imposição dos filhos do diabo. É ruim que o nosso povo vai se permitir a ser bonequinho, de fantoche na mão desses endemoniados”, afirmou o bispo, comparando as medidas a um “estupro”.





“Pelo contrário, isso vai passar, e quando passar a gente vai sair mais forte e esse ‘novo normal’ nem vai nascer, vai ser abortado antes. Amém? A ideia do diabo é engessar a gente de tal maneira que a gente se adegue a essa situações de vergonha, de perda e de miséria. O que eles vão tentar fazer com a gente é estupro consentido”, complementou.
Fonte: Na Telinha – UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...