quarta-feira, 6 de maio de 2020

Líderes parlamentares sugerem outros bancos para pagamentos de auxílio



No horário destinado às lideranças na Sessão Ordinária por Videoconferência desta terça-feira (5), os deputados externaram a preocupação com as más condições dos potiguares que enfrentam as filas para o recebimento do auxílio emergencial. As aglomerações e o longo tempo de espera são propícios ao contágio e podem implicar em mais casos da Covid-19 no RN.

Além da sugestão para que o Governo Federal destine outros bancos além da Caixa Econômica Federal (CEF) para o pagamento do auxílio, os parlamentares também sugeriram que, nos municípios, as prefeituras melhorem as condições das filas de espera. “As prefeituras também precisam se organizar. Sei que muito está sendo feito, mas temos que reforçar o trabalho para encerrar essa crise na saúde pública”, afirmou o deputado Hermano Morais (PSB).

O deputado lembrou a necessidade de uso da máscara e sugeriu a distribuição para a população mais vulnerável. Hermano Morais também lembrou que hoje se comemora o Dia Nacional do Líder Comunitário e parabenizou as lideranças potiguares pelo trabalho de auxiliar, intermediar e orientar a população. Hermano também lamentou os recentes episódios políticos no país: “Só quem não viveu ou não conhece a história do nosso país pode concordar com isso, temos que valorizar as instituições e a democracia para que possa haver a convivência de contrários”, afirmou.

O deputado parabenizou as Forças Armadas por terem se posicionado contra esse tipo de comportamento entre parte da população. “No Brasil se insiste na crise institucional desnecessária, todos os dias uma crise nova, um insulto aos poderes e ataque à democracia”, criticou o parlamentar.

Em relação às filas para recebimento do auxílio, Dr. Bernardo (Avante) também lamentou as más condições. “Tem sido uma grande problemática, as pessoas dormindo em tendas e redes, todas juntas, se expondo, pela necessidade de receber esse auxílio, que é muito importante para as famílias”, disse, informando que apresentou requerimento para que outras instituições possam ser credenciadas como forma de desafogar a CEF.

O deputado também requereu que o auxílio se torne permanente. “Veio para mostrar que tem muitas famílias precisando de ajuda, passando por dificuldades e o Bolsa Família anda longe de suprir essas necessidades”, disse.

O deputado também fez um apelo ao governo estadual para que supra as unidades de saúde de Mossoró com Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e coloque os leitos de UTI em funcionamento. “Em Mossoró, que tem menos pacientes atingidos do que Natal, estão morrendo mais pessoas, significa que existe algum gargalo, alguma dificuldade”, disse o deputado, que aproveitou para solicitar ao governo que coloque em dia o pagamento dos plantões ao médicos das cooperativas. Ao final, pediu que a exemplo dos servidores da Segurança Pública, o pagamento dos profissionais de Saúde também seja antecipado para o dia 15.

Segurança

O Coronel Azevedo (PSC) destacou a importância de ser levado a plenário o projeto de lei que está em tramitação e dispõe sobre o Fundo Estadual da Segurança Pública e da Defesa Social (Funsep) e institui o Conselho Estadual de Segurança Pública e de Defesa Social do Rio Grande do Norte (Consesp/RN). “Sabemos o problema e o desafio da segurança pública, por isso faço um apelo aos colegas para que possam aprovar a mensagem que disciplina a organização e o funcionamento dos órgãos de segurança pública”, disse.

Ao final, agradeceu ao secretário de Segurança e Defesa Social, coronel Araújo, e ao comandante da PM, Coronel Alarico, pela convocação dos aprovados para os cursos de Formação de Sargento e o de Formação de Praças, com mil participantes, cada.

Economia

Destacando que a pandemia não só causou um problema de saúde, mas uma crise financeira mundial, afetando inclusive países ricos como os Estados Unidos, o deputado George Soares (PL) disse que infelizmente no RN não será diferente: “As previsões já são de queda de arrecadação nos municípios, que serão afetados, pois a população deixou de circular e naturalmente caem os impostos mais importantes como o ICMS”, disse.

O parlamentar afirmou que está em permanente contato com o secretário de Planejamento e Finanças do RN, Aldemir Freire, para tratar da liberação das emendas parlamentares. Ele destaca que o Estado já perdeu cerca de R$ 112 milhões nas receitas. “Para um estado combalido como o nosso, é uma queda significativa. É natural a cobrança dos colegas parlamentares e eu sou um apoiador e lutador, mas é preciso que o Estado tenha ´cash´ para cumprir as emendas”, defendeu.

George Soares foi mais um parlamentar a externar as más condições em que a população se encontra nas filas para recebimento do auxílio e também sugeriu que sejam colocadas mais agências. “Em Assu, a Caixa Econômica Federal já atende 60 mil habitantes e agora também os moradores das cidades vizinhas”, disse.

Transporte Intermunicipal

As dificuldades pelas quais passam os que trabalham com transporte intermunicipal foram citadas pelo deputado Allyson Bezerra (Solidariedade). O deputado disse que a situação está sendo agravada pela legislação “ainda mais rigorosa” aplicada pelo governo estadual com o intuito de prender carros e aplicar multas.

“Tenho sido procurado de forma constante por esses profissionais e com a portaria do dia 17 de abril o governo está contribuindo para o desemprego desses trabalhadores. São eles que estão deslocando profissionais de saúde para o seu plantão entre as cidades e gostaria que a governadora e o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) tivessem mais sensibilidade para essas famílias”, disse.

Ao final o deputado lamentou a situação do tradicional Hotel Thermas, de Mossoró, cujas dificuldades levaram o proprietário a demitir 200 funcionários. “O hotel existe há 41 anos e é um cartão postal que temos o maior orgulho. Sou solidário ao proprietário e aos funcionários e faço um apelo ao poder público para que seja esse facilitador aos que estão em dificuldades”, disse. Allyson apresentou sugestões para que as prefeituras suspendam as cobranças de IPTU relativas a 2020 e 2021 e reduzam o Imposto Sobre Serviços (ISS).

AL-RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...