sábado, 2 de novembro de 2019

Pastor é brutalmente espancado por hindus durante visita de oração em aldeia na Índia



A perseguição religiosa aos cristãos na Índia, incitada em boa parte pelos radicalismo de partidos nacionalistas, continua ganhando contornos cada vez mais violentos nas ruas. No oeste do país, um pastor foi brutalmente espancado por extremistas hindus, simplesmente porque ele foi fazer uma visita de oração a pedido de um irmão em Cristo.

O pastor Ramesh Pargi foi deixado em estado de inconsciência no último dia 22. No momento do ataque, ele estava acompanhado do pastor Shantilal Virabhai Kalaswa e sua esposa Malika Kalaswa, que também foram atacados covardemente por um grupo de oito homens portando porretes de madeira.



“Eles feriram meu corpo completamente”, disse o pastor Pargi por videoconferência ao Morning Star News, direto do Hospital Ortopédico Dhun em Jhalod, distrito de Dahod, onde está sendo tratado das inúmeras lesões provocadas pelo ataque.

“Quando eles me espancavam, estavam repetindo: ‘Não venha à nossa aldeia para visitar ou pregar, não queremos que os cristãos entrem na nossa aldeia'”, revelou o pastor. Por causa da gravidade dos ferimentos, Pargi ficou bastante debilitado e precisou tomar vários pontos. Por muito pouco não morreu.


“Ele perdeu cerca de 1.500 mililitros [1,5 litros] de sangue da cabeça no local em que permaneceu inconsciente”, disse o pastor Surmal Damor, amigo da família. “A camisa, a calça e a camiseta estão ensopadas de sangue. Foi tão assustador”.
Caso nunca visto na região

Um ataque dessa natureza nunca tinha sido visto na região. Provavelmente, este é mais um caso que reflete o aumento da perseguição religiosa aos cristãos na Índia. A esposa do pastor Pargi, Somli Ben, contou que ficou surpresa pela gravidade do incidente.

“Estou completamente abalada com o que aconteceu com meu marido”, disse ela. “Eu nunca vi ou ouvi alguém espancar alguém até a morte por apenas visitar os doentes e orar por eles.”

Uma autoridade local informou que alguns extremistas já foram identificados e poderão ser presos em seguida. “Os nomes de quatro agressores foram mencionados na FIR”, disse a fonte, se referindo ao número de ocorrência policial FIR nº 1/39/2019.

“outros quatro serão adicionados à FIR depois que seus nomes forem revelados durante a investigação. Nenhuma prisão foi feita ainda, pois os quatro que foram nomeados na FIR não estavam disponíveis em suas casas. Podemos checá-los à noite e prendê-los”, completou.

Shibu Thomas, fundador do grupo de ajuda Persecution Relief, destacou que os episódios de agressão em decorrência da intolerância religiosa aos cristãos na Índia estão ficando cada vez mais frequentes e banais. Até quando há situações visivelmente benéficas, como a cura de enfermidades, há o risco de violência.

“O poder de cura milagroso de Jesus é exercido quando colocamos as mãos nos enfermos e oramos, mas hoje em dia você pode ganhar uma surra e a entrada em um hospital. Os fanáticos religiosos não têm medo de tomar a lei em suas próprias mãos e ficar impunes”, disse ele.

Notícia Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...