sábado, 2 de novembro de 2019

Flordelis é suspeita de fraudar carta em que filho confessa assassinato



O Ministério Público e a polícia do Rio encontraram indícios de que Flordelis pode ter fraudado uma carta em que um de seus filhos confessa ter matado o pai, Anderson do Carmo, informa o Globo.

A Delegacia de Homicídios de Niterói encontrou, entre conversas no WhatsApp, que a deputada enviou a Andreia Santos Maia, mulher do preso Marcos Siqueira Costa, um comprovante de transferência bancária de R$ 2 mil.

Em resposta, Andreia diz a Flordelis que “pagaram o Lucas”, em referência ao filho preso, que está no mesmo presídio que Marcos.

A carta, que Flordelis disse ter recebido da mulher de um preso e que supostamente foi escrita por Lucas, foi divulgada pela deputada seis dias após a troca das mensagens.

No texto, Lucas admitiu pela primeira vez a participação no assassinato e ainda acusou outro irmão, Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, de envolvimento no crime.

Justiça ouve testemunhas de acusação

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, começa a ouvir nesta quinta-feira as testemunhas do processo do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ).


Dois filhos da parlamentar são réus do caso. Flávio dos Santos, filho biológico da deputada, confessou à polícia ter sido ele o autor de seis tiros que mataram o padrasto. Já Lucas Cézar dos Santos, filho adotivo do casal, foi quem negociou a compra da arma.

Nesta primeira fase a Justiça vai ouvir as testemunhas de acusação. A delegada Bárbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) deve ser uma das primeiras a serem ouvidas. A delegada foi a responsável por conduzir as investigações.

Os filhos da parlamentar Daniel dos Santos de Souza e o vereador Wagner de Andrade Pimenta, conhecido como Misael da Flordelis, também serão ouvidos na primeira fase do processo. Misael acusa a mãe de ser a mentora da morte do líder religioso. Ao todo, serão ouvidas 16 testemunhas de acusação.

A justiça ainda não divulgou a data para ouvir as testemunhas de defesa. A deputada Flordelis irá prestar depoimento de Brasília.
Fonte: O Antagonista e O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...