quarta-feira, 17 de julho de 2019

Postura da bancada evangélica é elogiada pelo psolista Marcelo Freixo



Os parlamentares de esquerda na Câmara dos Deputados adotaram o versículo 17 do capítulo 1 de Isaías como um bordão contra a Reforma da Previdência. Marcelo Freixo (PSOL-RJ) foi mais um que se valeu da passagem bíblica ao elogiar a postura da bancada evangélica na votação do destaque que tratou a pensão por morte.

Na véspera da votação, o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) afirmou que o projeto de Reforma da Previdência era injusto, e usou a passagem de Isaías para emoldurar sua crítica: “Não estão respeitando nem a bíblia. Isaías, 1:17, diz assim: Aprendam a fazer bem; busquem o direito; socorram o oprimido”, disse o parlamentar. “Desde o começo, aqui, se falava em combater privilégios. Mas, na verdade, a máscara caiu”, disse, na ocasião.


Logo após a aprovação do projeto em primeira votação, Marcelo Freixo repetiu a estratégia e citou o mesmo versículo: “É inadmissível pensar uma viúva ganhando menos que um salário mínimo. Isso é inconstitucional, é anticristão, e isso nos unifica nesse momento. O diabo não pertence à esquerda nem à direita, nisso somos democráticos. ‘Fazei justiça aos órfãos e cuidai das causas das viúvas’; Isaías, Capítulo 1, versículo 17”.

O deputado – que já afirmou que a Marcha para Jesus é homofóbica – adotou um tom conciliador com os parlamentares da bancada evangélica após a vitória do governo Bolsonaro. Segundo ele, os deputados agiram de maneira coerente.


“Queria aqui elogiar a postura da bancada evangélica. Acho fundamental nesse momento esse diálogo republicano e democrático. Tenho certeza que a bancada evangélica sabe que não vai haver diferença entre o que se prega e o que se vota. Eles sabem disso e estão de parabéns, porque eles sabem da importância das viúvas no pensamento religioso, nas suas pregações e no voto”, discurso, de acordo com informações do jornal O Dia.

O destaque em questão garantiu que as pensões por morte sejam, no mínimo, de um salário mínimo. O valor final que cada viúva (o) recebe é influenciado pela contribuição do falecido à Previdência ao longo da vida.

Notícias Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...