domingo, 21 de julho de 2019

Mangueira vai encenar volta de Cristo no carnaval 2020 em cenário de intolerância



O carnaval do Rio de Janeiro terá, em 2020, uma polêmica associada ao cristianismo de forma direta: a escola de samba Mangueira selecionou um enredo que vai falar sobre a volta de Jesus Cristo nos dias atuais.

Leandro Vieira, carnavalesco da escola, decidiu mostrar Jesus Cristo na Sapucaí, com o samba intitulado “A verdade vos fará livre”. A escolha é uma clara referência ao versículo 32 do capítulo 8 de João, usado como bandeira por Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha que o elegeu presidente.


Em entrevista ao jornal O Globo, Vieira afirmou que sua proposta não é representar Jesus como descrito na Bíblia durante seu ministério, mas lançar um questionamento sobre o que aconteceria se Cristo voltasse à Terra em um ambiente de intolerância generalizada.

“Ele condenaria a hipocrisia dos líderes religiosos e combateria o discurso de ódio”, acredita o carnavalesco. “Vamos falar sobre a figura política de Cristo e o que ela pregava: o amor irrestrito, que nos torna livres da intolerância e do preconceito. Essa é a verdade que liberta. Porque não é amor o que faz alguém quebrar um terreiro de candomblé, como fizeram na semana passada [em Duque de Caxias], né?”, acrescentou.

Além de admitir o uso político da figura do Filho de Deus, o carnavalesco disse que tentará associar a característica da favela no Morro da Mangueira à manjedoura onde Jesus nasceu, formando um ambiente para defender temas progressistas, como ideologia de gênero, feminismo e questões raciais.

“Quando Cristo esteve aqui, ficou do lado dos oprimidos e não fez distinção de pessoas. Será que Jesus não está no morador da favela? No menor abandonado? No gay? Na mãe de santo?”, questionou Leandro Vieira, antecipando características do desfile da escola de samba.

Notícias Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...