quarta-feira, 19 de junho de 2019

Polícia acha arma que teria sido usada na morte do pastor Anderson, na casa de Flordelis



A suposta arma utilizada para matar o pastor Anderson do Carmo, 42 anos, foi encontrada no quarto de um dos filhos de Flordelis.

A informação é da delegada Bárbara Lomba, que afirmou que o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) irá realizar o laudo final.

“Na casa encontramos uma pistola 9mm, no quarto do Flávio dos Santos Rodrigues, 38 anos. Nós coletamos o padrão balístico da arma e há uma indicação forte de que ela seja a arma do crime”, disse a delegada. O filho da deputada federal está preso por violência doméstica. Ele, que não possui porte de armas, ainda será confrontado sobre o resultado da balística.

Uma munição é formada por estojo e projetil. Cada vez que uma arma faz um disparo ela deixa uma espécie de impressão digital no estojo, parte que é expelida ao se realizar um disparo. As mesmas impressões foram encontradas nos disparos feitos na perícia da arma e nos nove estojos recolhidos no local do crime. A delegada afirmou ainda que nenhum dos filhos confessou o crime.

Nesta terça-feira, outros dois filhos da cantora gospel e deputada federal Flordelis (PSD), foram à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), para prestar depoimento sobre a morte do pastor Anderson do Carmo.

Durante quase cinco horas, os agentes da DHNSGI e do Ministério Público vasculharam a casa da parlamentar atrás do celular do pastor, mas o aparelho não foi encontrado. Uma pistola foi apreendida e os policiais fizeram testes para saber se a arma foi utilizada no crime.


Antes da operação, a polícia chegou a pedir que a deputada entregasse o aparelho do marido mas, diante da demora, decidiram pedir autorização à Justiça para realizar a busca e apreensão e foram atendidos. A parlamentar reiterou a informação aos policiais de que o celular havia sumido.

Duas viaturas entraram na residência de Flordelis à tarde. A parlamentar acompanhou as buscas, que também foram feitas na Comunidade Evangélica Ministério Flordelis-Cidade do Fogo, no Colubandê, em São Gonçalo, onde o religioso realizava cultos.

Filho não confessou

Diferente do que vários veículos da imprensa informaram, Lucas dos Santos, de 18 anos, filho de Flordelis, não confessou que matou Anderson, seu pai adotivo.

A assessoria da deputada federal Flordelis disse que “não houve e não há confissão do filho Lucas, fato confirmado pela delegacia de polícia que conduz as investigações”. Hoje, a Polícia Civil não se pronunciou oficialmente sobre uma suposta confissão.

A nota da deputada segue dizendo que “lamenta as especulações que a cada momento a imprensa faz sobre o caso e pede que se aguarde o fim das investigações para se saber exato que ocorreu e os culpados pelo crime bárbaro que vitimou um homem de bem”.

Folha Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...