sexta-feira, 12 de abril de 2019

CGADB|| Convencionais decidem rejeitar a União Estável em Belém; confira



O plenário convencional decidiu rejeitar na tarde desta quinta-feira (11), durante a 8ª Assembleia Geral Extraordinária e 44ª Assembleia Geral Ordinária em Belém do Pará, a polêmica proposta apresentada pelo pastor Abiezer Apolinário, de instituir na Assembleia de Deus no Brasil, a União Estável, como forma de casamento.


O relator da proposta foi o pastor Emanuel Júnior, que fez a leitura do relatório.

No dia 08 de março de 2018, o JM Notícia entrevistou lideres evangélicos de algumas regiões do país, e segundo apurado, o tema divide opiniões e não há consenso quanto a instituição da União Estável dentro da AD no Brasil.

Na época, o pastor Pedro de Abreu Lima, presidente da Convenção Estadual de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus no Acre (CEIMADAC), se manifestou pela não aceitação da união estável. “Acredito que devemos continuar com o mesmo sistema. Eu vou estar lá (na AGO) e vou procurar manter o posicionamento do que diz a Bíblia, a Palavra de Deus”.


Outro pastor que se posicionou contra na época, foi o pastor Carlos Roberto Silva, pastor da Assembleia de Deus em Cubatão (SP).

“Tem um grupo querendo, tem gente querendo, mas eu sou contra porque a união estável não é casamento. Então, se já está fácil acabar o casamento imagina a união estável. E ainda tem outra coisa, uma pessoa pode ter união estável com mais de uma pessoa, mais uma prova de que não é casamento, por isso sou contra.”
Pr. Carlos Roberto Silva, Líder da AD Cubatão (SP) e Presidente da COMADESPE

Pastor José Wellington torna-se presidente de Honra da CGADB


Os trinta anos de liderança do pastor José Wellington Bezerra da Costa à frente das Assembleias de Deus no Brasil foi pauta da sessão da tarde desta quinta (11) na 44ª Assembleia Geral Ordinária da CGADB que está sendo realizada em Belém do Pará.

Por propositura do pastor Valdomiro Pereira da Silva, presidente da Convenção Estadual das Assembleias de Deus na Bahia (CEADEB), com o apoio dos pastores Everaldo Morais (PB); Kemuel Sotero (ES) e outros foi lançado ao plenário a proposta para que fosse concedido ao patriarca o Título de Presidente de Honra da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, o que foi aprovado por unanimidade e aplausos de imediato pelos ministros. Com informações Tiago Bertulino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...