segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Jean Wyllys culpa Bolsonaro por ameaças recebidas



Jean Wyllys (PSOL) foi entrevistado pelo O Globo, recentemente, e culpou Jair Bolsonaro (PSL-RJ) pelas ameaças que vem recebendo através das redes sociais. O deputado federal conseguiu pouco mais de 24 mil votos nesta eleição, porém, mais uma vez, vai cumprir o mandato graças ao benefício do “quociente eleitoral”.

Muito criticado pela intensa oposição ao partido vencedor, Jean chegou a cuspir em Bolsonaro, em 2016. Na ocasião, estava acontecendo a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Agora, ele se diz vítima dos apoiadores do atual governo. “Estou praticamente em cárcere privado e preocupado em me manter vivo, em cuidar da minha saúde que está abalada pelo volume de mentiras e ameaças contra mim”, disse.

Declarando que “o país elegeu o fascismo”, criticou o que chama de “campanha de fake news” e ainda chamou a maioria dos eleitores de inimigos da democracia. “Me transformaram num pária para os eleitores desse maldito. Invadem diariamente minhas redes com dezenas de milhares de xingamentos e ameaças”, disparou.

A assessoria parlamentar de Bolsonaro comentou as declarações de Jean Wyllys e disse que quem levou uma facada foi o presidente eleito. “Coincidências ou não, o terrorista (Adélio Bispo dos Santos) que cometeu o crime, era filiado ao partido do ‘ameaçado de morte’, o PSOL”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...