sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Evangélicos e 13 razões para não votar em Haddad



O candidato a Presidência da Republica Fernando Haddad, não é o queridinho dos pastores e líderes evangélicos, mas por alguma razão alguns pastores insistem em apoiar o candidato do PT, e fazem vista grossa ao seu plano de governo. Mas a grande massa evangélica não apoia o candidato.

O site O Fuxico Gospel enumerou apenas 13 de muitas razões que os evangélicos tem sobre para não votar em Haddad.

1_ Descriminalização do Aborto

O PT também defende claramente a descriminalização do aborto, conforme resolução aprovada em 2007. Em 2009, chegou a punir dois deputados, Luiz Bassuma e Henrique Afonso, por terem “infringido a ética-partidária ao “militarem” contra resolução do 3º Congresso Nacional do PT a respeito da descriminalização do aborto”.

2_Legalização das drogas

O plano de governo de Haddad e Manuela D’Ávila (PCdoB), sugere a legalização das drogas sem rodeios, afirmando que a “repressão às drogas é equivocada, injusta e ineficaz”, e que por isso, o “país precisa olhar atentamente para as experiências internacionais que já colhem resultado positivos com a descriminalização e a regulação do comércio”.

3_Ideologia de gênero

A ideologia de gênero se faz presente também no tópico ligado à educação, já que o PT propõe a retomada da discussão nas escolas: “No ensino fundamental, serão realizados fortes ajustes na Base Nacional Comum Curricular, em diálogo com a sociedade”. O governo do PT pretende ensinar sobre sexualidade a crianças a parti dos 6 anos de idade, e colocar em prática o famoso “Kit Gay”.

4_Desmilitarização das polícias

O plano de governo do presidenciável Haddad, pretende desmilitarizar as polícias. A proposta de desmilitarização consiste na mudança da Constituição, por meio de Emenda Constitucional, de forma que polícias Militar e Civil constituam um único grupo policial, e que todo ele tenha uma formação civil.

5_ Democratização dos meios de comunicação

Parece até uma coisa boa, mas não é. O plano de Haddad é ter o controle social da mídia, querem censurar a mídia caso ele chegue ao poder.

6_ Fazer uma nova constituição

O PT pretende fazer o que Nicolás Maduro fez na Venezuela no ano de 2017. O plano de governo de Haddad afirma que é necessário um novo processo constituinte, e que logo após a posse irá elaborar um amplo roteiro de debates sobre a nova Constituinte.

7_ Legalização da prostituição

No seu plano de governo Haddad, diz que fundado no princípio constitucional da laicidade do estado, promoverá a saúde integrada da mulher para o pleno exercício dos “direitos sexuais” e reprodutivos.

8_ políticas de “promoção da orientação e identidade de gênero”

O PT pretende lutar contra a família tradicional, pois não pretendem apenas reconhecer, mas também promover a identidade de gênero, articulando órgãos federais, estaduais e municipais para que implementem esses absurdos.

9_ Bolsa de estudos para transexuais

Criará nacionalmente o programa “Transcidadania” garantindo bolsas de estudos para pessoas transexuais e travestis.

10_ Promover “movimentos culturais” como a peça que apresenta Jesus como sendo travesti

Haddad diz em seu plano de governo que “esses artistas” foram criminalizados, e que instituições culturais foram censuradas, e segmentos culturais foram abandonados e perseguidos. Todos os cristãos já sabem o que é que o PT chama de cultura.

11_ Combater o conservadorismo no Brasil

Seu programa de governo compreende a cultura como um direito de todas e todos, e como um campo de luta de liberdades individuais contra o racismo, machismo, e a LGBTfobia, a intolerância religiosa e o avanço do CONSERVADORISMO no Brasil. Em outras palavras eles querem ir de encontro aos princípios morais e éticos.

12_ Indulto para o ex- presidente Lula

Se caso Haddad ganhar as eleições, uma das primeiras medidas que ele irá tomar é soltar o presidiário Lula. E nós como cristão não podemos aceitar nem concordar com a impunidade.

13_Eles não são cristãos e são contra o ensino religioso nas escolas

Todos sabem que a candidata a vice do Haddad não é cristã. Na internet circulam vários vídeos onde ela mesma confessa que não é cristã. Esse é um dos motivos que seu partido e os demais que o apoiam não estão nem aí para os valores cristão. O partido simplesmente é contra o ensino religioso nas escolas, mas é totalmente a favor da “erotização das crianças”.

Algumas dessas propostas foram maquiadas no segundo turno. Devido ao grande índice de rejeição que estão tendo dos católicos e evangélicos. O presidenciável Haddad agora está dizendo que é contra o aborto e que defende a família. será?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...