quarta-feira, 25 de abril de 2018

Pastores do Tocantins alertam sobre votar em candidatos de esquerda: “A bandeira socialista é antideus”



Pastores do Tocantins alertam os eleitores sobre os perigos de eleger políticos de partidos de esquerda, cujas propostas vão de encontro aos ensinamentos do cristianismo, como a liberação do aborto, a união entre pessoas do mesmo sexo, o ensino da ideologia de gênero, entre outros.

O pastor Jailton Santos declarou, em entrevista ao que pede aos eleitores que tomem cuidado de não votarem precipitadamente. “Devido a questão do histórico desses partidos, a minha palavra como pastor é para que os cristãos tomem cuidado e não votarem precipitadamente.

Kátia Abreu (PDT-TO).Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A preocupação do pastor é que esses partidos cumpram suas agendas políticas e tragam danos irreparáveis. Por isso ele indica para pensar antes de confirmar o voto em alguém.

O pastor Eduardo Martins, presidente da CIADSETA Jovens, reafirma o pedido do pastor Silas Malafaia de não votar em partidos de esquerda. “Na qualidade de cristão evangélico, eu quero chamar atenção do nosso povo cristão para unirmos em uma só voz e em uma só força e não votarmos em partido nenhum que tenha comunista ou que tenha a bandeira comunista”, declarou.

Martins lista ainda alguns políticos que estão disputando a eleição suplementar no Tocantins e que são favoráveis às ideias de esquerda como a senadora Kátia Abreu (PDT), o ex-prefeito Carlos Amastha (PSB) e o candidato do PSOL Mário Lúcio Avelar. Amastha, por exemplo, conseguiu apoio do PT e do PCdoB para sua candidatura, conseguindo, inclusive o descontentamento de seus aliados.



Segundo o pastor Eduardo Martins, Amastha se alinhou ao que há de mais imoral na atualidade que é o Partido dos Trabalhadores: “O líder do PT, o Lula está preso, condenado há mais de 12 anos de prisão; como é que ele sobe em um palanque e pede a liberdade de um homem condenado pela justiça por corrupção? Questionou o líder assembleiano ao comentar também que Carlos Amastha se alinhou ao PCdoB, partido de extrema esquerda.


Ainda falando da eleição suplementar no Tocantins, o PSOL, partido do deputado federal Jean Wyllys, apresentou uma candidatura própria e dispensou se aliar a outros partidos de esquerda que se juntaram com Amastha. O PDT de Ciro Gomes lançou a senadora Kátia Abreu e também é um partido de esquerda.

“Inclusive, com muita pena, o candidato Márlon Reis que é do REDE, da Marina e ela é comunista e defende o casamento de pessoas do mesmo sexo”, alerta. “Eu quero conclamar, gritar e pedir ao nosso povo cristão que não votemos em nenhum partido político que tenha a bandeira comunista”, completou o pastor Eduardo Martins.

O pastor Hisrael Brasil Ferreira também comentou o assunto e declarou sua posição seguindo o mesmo raciocínio dos outros pastores. Ele declara, por exemplo, que na ideologia de gênero está incluso outros valores contestáveis como o aborto, o casamento gay, a liberdade sexual, a pedofilia e outros temas.Márlon Reis é candidato do REDE

“É a doutrina da nova era que é o que a Globo insinua”, declara o pastor citando o quanto a imprensa e a indústria do entretenimento tem sido usada para divulgar o que estes partidos defendem.

“A Igreja precisa dizer que está errado, dizer que esta ideologia é nefasta e pode causar males e desvitalizar e tirar a essência da família e da fé cristã da mente de muitos”.

O que o pastor Ferreira sugere é que os cristãos avaliem bem os partidos políticos para entender o que eles pensam sobre essas questões. “A pessoa pode ser de boa índole, mas o filão doutrinário do seu partido vai induzi-lo a adicionar ao seu governo o que o partido prega”, completou.

O pastor Daniel Vieira, presidente da CEADSETA no Maranhão, também comentou o assunto ao JM Notícia, dizendo que os cristãos devem ficar alerta, pois a fé é inegociável. “Sendo assim, jamais compactuo com alguém que dentro da sua ideologia ofende a minha fé. Então, se alguém é ou algum partido é ou está aliado a algum esquerdista não pode ter o voto do cristão”.

Na visão do líder religioso do Maranhão, a bandeira defendida pelos partidos de esquerda vai contra a fé cristã, o que torna impossível qualquer tipo de aliança. “A bandeira socialista é antideus, contra o cristianismo e o Estado de Israel; é contra as famílias, defende o aborto, é a favor da ideologia de gênero e defensor da causa LGBT e todas essas coisas são incompatíveis com a minha fé”, completa.

O alerta que o presidente da CEADSETA no Maranhão faz é para que os cristãos não votem em nenhum partido de esquerda ou extrema esquerda. “Como eu posso fortalecer os inimigos da minha fé?”, questiona.

“Não votem em PT, PSOL, REDE, PCdoB e PV”, pede Malafaia

Na última semana, o líder evangélico Silas Malafaia orientou aos cristãos no Brasil, que não votem em partidos de esquerda, e lembrou que alguns partidos mudam completamente de postura antes das eleições e depois voltam a defender suas agendas de sempre.

O líder religioso cita nominalmente o Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), a Rede Sustentabilidade (REDE), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido Verde (PV).

Segundo ele, as “pessoas de bem em geral” deveriam ficar atentas pois há uma tentativa dessas siglas em se desassociar com as pautas defendidas por eles no Congresso, entre elas o aborto, o casamento gay e a ideologia de gênero.

“Não podemos cair na conversa fiada. Eles são bons de bico”, disse Malafaia.

JM Noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...