Na semana passada, a Convenção Batista do Sul, dos Estados Unidos, realizou a reunião anual onde foi aprovado uma resolução que rejeita a teologia da prosperidade e a classifica como falso ensino e distorção das Escrituras.

Reunidos em Anaheim, Califórnia, os pastores aprovaram a Resolução 2, que define o evangelho da prosperidade como a crença de que “a morte sacrificial e expiatória de Jesus concede aos crentes saúde, riqueza e remoção de doenças e pobreza”.

A resolução declara que esta teologia representa uma distorção da “generosidade bíblica”, explora pessoas vulneráveis ​​e culpa pessoas doentes por falta de fé enquanto corrompe uma compreensão bíblica do sofrimento.

A resolução afirma que os cristãos devem “guardar-se contra os falsos ensinos, tomar cuidado com os
falsos profetas que vêm até nós disfarçados de ovelhas, mas interiormente são
lobos vorazes, e guardar a integridade das Escrituras”.

A resolução condenando o evangelho da prosperidade foi adotada com o apoio esmagador dos pastores.

A resolução determina que “Deus e somente Deus é nosso bem maior e nosso tesouro supremo, não saúde, riqueza ou remoção de doenças” e que “nossa confiança está em nossa herança eterna adquirida através da obra de Cristo e garantida pela obra interior do Espírito Santo”.

JM Notícias

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...