Em conversa com o Blog do Barreto o deputado estadual George Soares (PV) disse respeitar a decisão do PV em apoiar o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) na eleição para o Senado, mas indicou que devem tomar um rumo diferente por causa das questões locais de Assú, sua principal base eleitoral. A tendência é de voto no deputado federal Rafael Motta (PSB).

Ele explicou que Carlos Eduardo Alves subiu no palanque do ex-prefeito Ivan Junior (UB) nas eleições de 2020 enquanto Motta ficou ao lado do irmão de George, Gustavo Soares que venceu o pleito por apenas cinco votos de maioria. “A gente vai respeitar a decisão, mas vamos seguir a decisão de Assú. Nós temos um compromisso com Rafael Motta que estava na campanha de Gustavo e tem destinado emendas. Mas não temos nada decidido”, garantiu. “Carlos apoiou Ivan e essa é a nossa dificuldade”, completou.

George explicou que ao trocar o PL pelo PV ficou acertado que os compromissos prévios dos deputados que estavam indo para a sigla seriam respeitados. “Antes de a gente ir ficou combinado que os compromissos acertados na pré-campanha seriam respeitados”, frisou. “Vamos ter que fazer um ajuste por causa da questão local”, acrescentou.

George disse que foi pego de surpresa com a reunião do sábado que deliberou por 12 x 10 o apoio a Carlos Eduardo. “Eles marcaram essa reunião no sábado e estava todo mundo em agenda no interior”, disse.

Além de George, o deputado estadual Hermano Morais é outro parlamentar do PV que manifestou insatisfação com a forma como o processo foi conduzido pela direção do partido dizendo que os deputados (os outros dois são Eudiane Macedo e Vivaldo Costa) deveriam ser ouvidos.

Blog do Barreto

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...