“Isso é consequência de uma estratégia de regionalização da nominata, que tem representatividade em cada um dos pontos do Estado”, comemorou o presidente do Republicanos no Rio Grande do Norte, diretor nacional da legenda Victor Hugo, ao comentar a presença de quatro nomes da nominata do partido para a Câmara Federal entre os mais citados em pesquisas de intenção de votos proporcionais no Estado. Entre os nomes, estão o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do RN Jaime Calado; a ex-deputada estadual Márcia Maia; o vice-prefeito de Mossoró Fernandinho das Padarias e o do próprio Victor Hugo, que assumiu pela segunda vez a presidência do Republicanos no Estado no fim de março. 

Para ele, o fato deve ser comemorado, pois representa a aceitação da população potiguar ao projeto proposto pela legenda, que espera fazer, no mínimo, um deputado federal nas eleições de outubro próximo. “É uma articulação que foi pensada para que todos tenham o mesmo interesse de buscar voto a voto. Porque, quando há uma desigualdade muito grande, há desestímulo. Quanto às convenções, minha expectativa é fazer, no mínimo, um deputado federal. Nosso projeto é chegar a 165 mil votos, podendo chegar até 215 mil votos, disse, em entrevista à rádio 96 FM.

‘Quem trabalhar pelo RN, é quem deve ter o apoio’, diz

Sobre o fato de o diretório nacional apoiar a reeleição do presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL) e, no Rio Grande do Norte, a reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT), duas forças políticas antagônicas, Victor Hugo se disse muito pragmático e citou duas ocasiões em que necessitou de ajuda do governo federal e do governo estadual e foi bem atendido em ambas as iniciativas.

“Eu, como presidente e representante de políticas públicas, tenho, do ponto de vista estratégico, pessoas que me agregam trabalho. O que eu vejo? Vejo que há um extremismo no Brasil. Não estou atrás de cargo comissionado, nem espaço no poder público. Quem me ajudar a trabalhar pela população, não só o segmento pesqueiro, e sim pela população do Rio Grande do Norte, é quem deve ter o apoio do partido político em questão”, afirmou.

Ele também afirmou que há conversas avançadas com Fátima Bezerra e, para o cargo de senador, o partido está receptivo para conversas. “Conversamos há bastante tempo com a governadora. É a candidata majoritária que mais dialoga com o Republicanos. Ouvimos a proposta dela e, hoje, tem essa nova pré-candidatura, que é a do amigo parlamentar Rafael Motta e estamos abertos a conversar o que for melhor para o Estado do Rio Grande do Norte, estamos à disposição para somar com esse projeto”, afirmou, em entrevista à 94 FM.

Victor disse ainda não ter conversado com Carlos Eduardo Alves (PDT), até o momento o pré-candidato ‘oficial’ da chapa composta pela governadora Fátima Bezerra e o presidente estadual do MDB, deputado Walter Alves. Ele disse ainda que teria um encontro com o pré-candidato ao Senado pelo PSB na noite desta quinta-feira 26, para ouvir o que o pessebista teria a falar. “Vamos ouvir o projeto que soma mais ao Estado e escolhermos a que acharmos a correta”, finalizou.


Com informações do Agora RN

Fonte: Portal Grande Ponto

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...