O deputado estadual Nelter Queiroz (PSDB) repercutiu, no horário destinando às lideranças partidárias, na sessão desta quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa, a tentativa de assalto ocorrida no município de Touros, a estudantes que trafegavam em um ônibus escolar. O deputado criticou o Governo do RN na questão da falta de segurança em todo o Estado. Nelter também registrou um requerimento encaminhado ao presidente da República.


“No requerimento solicito urgência no pagamento do seguro defeso dos pescadores do Rio Grande do Norte referente ao ano de 2015, que era para ter sido pago em dezembro de 2015, janeiro de 2016 e fevereiro de 2016”, disse Nelter. “Nessa época não era o presidente Jair Bolsonaro, era outro, mas isso eu fiz pessoalmente, há dois anos, direto ao então ministro da Pesca”, afirmou Nelter, fazendo um apelo de público ao presidente Bolsonaro. “Esse pleito eu espero que seja atendido o mais rápido possível”, concluiu.

O deputado Subtenente Eliabe (SDD) também repercutiu o ocorrido no município de Touros, criticando a falta de segurança no Estado. “Onde tem violência não tem prosperidade”, afirmou o deputado, ressaltando que sem segurança faltam também saúde, educação e outros serviços. “O Rio Grande do Norte se tornou um estado violento”, afirmou o parlamentar.

Subtenente Eliabe criticou a falta de condições adequadas para o trabalho dos policiais militares, civis e penais. Ele rendeu elogios aos profissionais de segurança pública que comandam o setor no Estado, mas ressaltou que sem as condições necessárias, não há soluções para combater a violência. “A bandidagem já conhece a falta de estrutura”, encerrou o parlamentar.


O deputado José Dias (PSDB) fez críticas ao Governo do Estado em relação ao setor econômico. “A atividade econômica é vista com suspeita absoluta”, disse o deputado, criticando a posição do atual governo. José Dias ainda fez cobranças à governadora Fátima Bezerra (PT) para que sua gestão libere as emendas parlamentares destinadas a municípios pelos deputados. Ele afirmou que apesar de autorizadas, emendas de seu gabinete referentes aos anos de 2020 e 2021 não foram pagas.

Participando de forma remota, direto da Secretaria de Planejamento do Estado, o deputado Coronel Azevedo (PL) disse que estava no local aguardando o titular da pasta para cobrar a liberação de emendas de seu mandato, destinadas a vários municípios. O deputado acusou a governadora de estar praticando “partidarismo doentio”. Coronel Azevedo também repercutiu a tentativa de assalto a um ônibus de estudantes, ocorrido no município de Touros, e disse que “o Governo não tem conduta de enfrentamento ao crime”.

AL-RN

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...