O ex-senador Garibaldi Filho (MDB) disse em entrevista ao programa Meio Dia RN com BG, na rádio 96FM, que é doloroso falar sobre o rompimento político e pessoal com o primo e ex-deputado federal Henrique Alves.

Embora tenha reafirmado que não deseja mais falar sobre o assunto, o ex-senador foi taxativo ao falar sobre o fato de Henrique ter se desfiliado do MDB e se transferido para o PSB: “Henrique foi para o PSB porque quis. Ele não foi expulso do partido (MDB)”.

Garibaldi disse que é doloroso falar sobre o assunto, lembrando que foram mais de 50 anos de convivência. E enfatizou: “Cada um vai ter que fazer a sua opção”.

Garibaldi e Henrique iniciaram juntos, em 1970, uma longa série de vitórias eleitorais. Com a cassação dos direitos políticos dos pais e tios, os primos disputaram a primeira campanha.

Henrique foi eleito para o primeiro de uma série de 11 mandatos de deputado federal e Garibaldi foi eleito deputado estadual, permanecendo na Assembleia Legislativa até 1985, quando foi eleito prefeito de Natal, depois senador e governador e senador novamente.

As divergências políticas se aprofundaram e chegaram ao auge em 2018, quando Henrique preferiu apoiar o hoje deputado Benes Leocádio em detrimento de Walter Alves, filho de Garibaldi.

Blog do Passaro

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...