O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende gastar R$ 330 mil para contratar uma empresa que faça o monitoramento de conteúdos sobre a Corte e sobre as eleições que circularem na web e nas redes sociais. A Secretaria de Administração já abriu um processo de licitação com esse objetivo.

Caberá à empresa contratada desenvolver relatórios diários, semanais e mensais sobre conteúdos que possam impactar a imagem da Corte e do pleito. Serão acompanhados os assuntos, as publicações e influenciadores que falarem sobre o tema e mais repercutirem nas redes, assim como o sentimento das pessoas em relação às eleições.

As plataformas que serão monitoradas são o Facebook, YouTube, Instagram, Twitter, Tik Tok, Flickr, LinkedIn e blogs. A inspeção será realizada com auxílio de palavras-chave, hashtags e outros mecanismos de busca.

A parceria terá duração de 12 meses e deve ser iniciada no mês de maio.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...