O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira, é conhecido pelo pragmatismo político, não divide bola dura e só vai pra cima em um ambiente totalmente favorável, em uma costura de Rogério Marinho, exímio estrategista político, garantiu as condições perfeitas para o presidente da ALRN se candidatar ao governo do RN contra a Governadora Fátima Bezerra que amarga queda na aprovação popular e subida na rejeição.

Em uma chegada silenciosa a capital do Oeste Potiguar, Mossoró/RN, esteve com o prefeito Allyson Bezerra e na mala trouxe o sonho de 3 décadas dos mossoroenses, a tão sonhada estrada do Melão através de recursos do MDR, o prefeito Allyson terá nas suas mãos a chance de ficar na história com essa obra que será propulsor para a economia da região, aliado do Ministro Fábio Faria, que hoje apoia o projeto de Rogério Marinho para o senado, deve emplacar o vice-governador em uma provável chapa majoritária para governo e levará o apoio da segunda maior cidade do RN.

Coincidência ou não, após a reunião com Allyson Bezerra, o Ministro teve uma segunda reunião e dessa vez com o presidente da Câmara de Mossoró, Lawrence Amorim, aliado de primeira hora de Allyson e provavelmente o nome que poderá compor a vaga prestigiosa de vice com Ezequiel.

Agora vamos analisar o tabuleiro político com esse provável apoio, Rogério conta com o apoio das prefeituras de Natal, Caicó, Parnamirim, Macaíba, Ceará Mirim, deverá ter em Mossoró Allyson e Beto Rosado e pelo menos mais 80 prefeitos que já declararam apoio a sua candidatura, além do Governo federal e do centro com João Maia, da direita com General Girão e Coronel Azevedo, também contará com quase toda a atual bancada federal que tem Benes Leocádio como coordenador.

Ezequiel Ferreira com todo seu pragmatismo, não tem muito o que pensar, Rogério Marinho deu praticamente um xeque-mate no seu amigo, botou a bola na “boca do Gol”, agora basta Ezequiel fazer o gol correr para o abraço ou tentar uma partida durissima se continuar com Fátima Bezerra que hoje só tem o bordão “Lula Livre” e a Folha de pagamento do estado em dia graças a Bolsonaro.

Junior Melo (advogado e Jornalista)

Terra Brasil Notícias

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...