Os abortos têm sido a principal causa de morte em todo o mundo pelo terceiro ano consecutivo, com mais de três vezes mais pessoas perdendo suas vidas para o aborto do que a segunda principal causa de morte.


Um banco de dados que acompanha as estatísticas sobre saúde, a população global e outras métricas em tempo real, chamado Worldometer, determina o número de abortos realizados em todo o mundo com base em dados obtidos pela Organização Mundial da Saúde.


De acordo com Worldometer, como apareceu na véspera de Ano Novo, capturado pela ferramenta de arquivo da internet The Wayback Machine, revelou que aproximadamente 42,6 milhões de abortos foram realizados em todo o mundo em 2021.

Em contraste, a segunda principal causa de morte no ano passado foram doenças transmissíveis, que causaram 13 milhões de mortes. As outras principais causas de morte como câncer, levou 8,2 milhões de pessoas à óbito em todo o mundo, o tabagismo causou quase 5 milhões de mortes.


Outras causas de morte incluem 2,5 milhões de mortes relacionadas ao álcool, quase 1,7 milhão de pessoas sucumbindo ao HIV/AIDS, mais de 1,3 milhão de pessoas morrendo em acidentes de trânsito e quase 1,1 milhão de suicídios em todo o mundo.

Além disso, as estatísticas do site mostram que durante o ano passado, mais de 300.000 mães perderam suas vidas durante o parto, bem como 3.524.139 pessoas que morreram com complicações da Covid-19 em 2021.

Dados do Worldometer obtidos na véspera do ano novo de 2020 revelaram que mais de 42,6 milhões de abortos foram realizados naquele ano. Mais uma vez, o número de abortos foi três vezes maior do que o número de pessoas que morreram de doenças transmissíveis.

Em 2019, o Worldometer constatou que ocorreram 42,4 milhões de abortos. Até a tarde de terça-feira, apenas quatro dias em 2022, mais de 400.000 abortos haviam sido realizados em todo o mundo.

Gospel Prime

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...