A Procuradoria-Geral da República (PGR) está investigando uma pessoa que estaria se passando pelo pastor Silas Malafaia para denunciar nomes importantes da República.

Segundo informações do portal Metrópoles, o cidadão, que não teve a identidade revelada, pode responder por falsidade ideológica. Ele teria ingressado com ao menos seis notícias de fato no Ministério Público Federal (MPF), segundo o portal.

Segundo o procurador-geral da República, Augusto Aras, o cidadão que se passa pelo pastor da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) denunciou diversas condutas que, em tese, seriam criminosas e praticadas por autoridades com foro no Supremo Tribunal Federal (STF).

“O PGR informou, em manifestação enviada à ministra Cármen Lúcia, do STF, que entre janeiro e novembro deste ano ao menos 412 representações criminais foram enviadas à procuradoria e tratadas com priorização da adoção de diligências preliminares antes de serem arquivadas ou transformadas em inquéritos”, afirmou a reportagem do Metrópoles.

Pelas redes sociais, Malafaia compartilhou um vídeo, no qual o ex-senador Magno Malta comenta sobre o caso.

“Todos nós sabemos o que é falsidade ideológica. (…) É uma fake dessa que o pastor Silas Malafaia está vivendo. Um fake está sendo investigado pela PGR. (…) Um calhorda tentando se passar pelo pastor Silas Malafaia, denunciando autoridades com foro no Supremo Tribunal Federal. Meu pedido é que oremos pelo pastor Silas Malafaia para que Deus dê a ele coragem para continuar lutando. (…) Malafaia está passando por isso por falar o que fala, por ser amigo do presidente [Jair] Bolsonaro, e por defender os nossos valores. (…) Já já nós vamos saber quem é esse vagabundo”, disse o ex-senador.

Folha Gospel

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...