segunda-feira, 11 de junho de 2018

Operação do MPRN apura formação de cartel e fraude em licitações em Parnamirim


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou na manhã desta segunda-feira (11) a operação Curto Circuito, que apura os crimes de formação de cartel, fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro em gestão anteriores na cidade de Parnamirim, na Grande Natal. As Polícias Militar e Civil, através do Núcleo Especial de Investigações Criminais (Neic), participam da operação.

A operação Curto Circuito é mais um desdobramento da operação Cidade Luz, deflagrada no dia 24 de julho de 2017 pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Natal. A operação investiga contratos firmados entre a Prefeitura de Parnamirim e uma empresa que presta serviços de manutenção da iluminação pública da cidade, em gestões de prefeitos anteriores.

A operação Curto Circuito conta com a participação de 22 promotores de Justiça e tem o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRN e do MPPE, das Polícias Militares potiguar e pernambucana, e ainda da Polícia Civil do RN.

Desde que assumiu a gestão, o atual prefeito Rosano Taveira suspendeu os contratos firmados com a empresa ENERTEC. Empresa que está envolvida com vários outras operações em Natal, e região metropolitana.
A operação Curto Circuito investiga suspeita de crimes na gestão do ex-prefeito Maurício Marques de Parnamirim-RN. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...