quarta-feira, 13 de setembro de 2017

As Mandrágoras Afrodisíacas (Gn 30: 14-16) - Por Marlon Araújo


Raquel esposa de Jacó, negocia a oportunidade de usufruir os direitos conjugais de seu marido, por uma noite com sua irmã Lia, em troca de alguns frutos de mandrágoras; desta relação conturbada nasceu Issacar.
Também numa cena de romantismo em Ct 7.13, a amada afirma a reciprocidade de seu amor, levando o seu amado, para pernoitar no campo aonde as mandrágoras exalam seu perfume.
A mandrágora é uma planta da família das batatas, de grande raiz carnuda, bifurcada, que lembra um corpo humano, seus frutos são semelhantes a maçãs, possui propriedades medicinais alucinógenas, analgésicas, sedativas, e afrodisíacas.
Ela é uma planta cercada de lendas e de mitos, muitos povos acreditavam que sues frutos são capazes de cura a infertilidade, os cananeus utilizavam a mandrágoras em rituais a deuses.
No hebraico a mandrágora é chamada de Dudhaim. sua raiz linguística é da mesma palavra Amor, e está associada a palavra Dodim, que significa amante.
Raquel e Lia eram esposas do mesmo homem, Raquel eu vejo que é a benção que nós queremos; e Lia é a benção que nós necessitamos, pois ela personificou através dos seus filhos a vontade crucial de viver para o SENHOR; DEUS viu em Lia uma beleza interior que a capacitou a cumprir os planos dele (Gn 29.31).
Raquel não lhe dava filhos; até que surge Rubem com as mandrágoras afrodisíacas que poderia ajudar a Raquel, o fruto que substituiu a confiança em DEUS, pois Raquel desejosa das mandrágoras propõe um trato: alugar seu marido em troca de uma planta, o próprio poder afrodisíacos atribuído as mandrágoras já demonstra uma fé abalada, sua superstição nas mandrágoras não a tornou fértil.
Mesmo sabendo que a planta poderia ser auxiliadora, Lia ou Léia confiou em seu coração no SENHOR e não no fruto que tinha em suas mãos.
Mas as mandrágoras de Raquel persiste até os dias de hoje, quantas pessoas nas nossas Igrejas estão atrás de dar jeitinho, para os seus relacionamentos perigosos, varias pessoas sofrendo ao ponto de até ser desviar do caminho por causa de uma dor de amor; são pessoas que nunca amaram o SENHOR JESUS, pois quem ama de verdade não separa.
Cuidado com seus amores inventados; porque para casar e para pecar só basta uma palavra EU TE AMO; cuidado com essas mandrágoras mentirosas; em Ec 9.1 a palavra fala que o ser humano não conhece nem amor nem o ódio, e também o profeta que eu mais gosto diz que o coração é enganoso Jr 17.9; é meu irmão e minha irmã o amor mora ao lado do ódio, quantas pessoas juraram amor eterno e hoje são inimigas.
O segredo é colocar o SENHOR no centro do seu coração, por que ELE deseja lhe ensinar a amar, o 1 mandamento é amar o SENHOR ACIMA DE QUALQUE COISA; só assim você vai ter um coração blindado a prova de bomba atômica chamado amor.
Não procure ou aceite as mandrágoras afrodisíacas,porque o amor é como as mandrágoras é doce com mel mais também sangra; quando a planta é tirada da terra ela emiti um som como se fosse um grito, o amor grita, geme e doí, então coloque sua confiança no SENHOR e você verá a vitória vindo em nome de JESUS TERRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...