sábado, 22 de abril de 2017

“Vade Retro”: Globo volta dar destaque ao Diabo em série polêmica



A série “Vade Retro”, que estreou nesta quinta-feira, 20, na Globo, é uma comédia que coloca o Diabo entre os humanos. A série que brinca com o príncipe das trevas causou polêmica entre aqueles que vêem o perigo de brincar o inimigo como se isso fosse uma coisa normal de se ver.


O Diabo ganha forma com o ator Tony Ramos,que mesmo o interpretando já declarou que acredita em Deus: ““Acredito em Deus. Não tenho gurus”, disse. Ele interpreta Abel Zebu, um empresário milionário, de ética duvidosa, que, além de negócios cheios de tramoias, ganha a vida fazendo palestras motivacionais que são disputadas a tapa por personalidades importantes.

“Ele tem um humor, ou um mau humor, que o torna engraçado. As palestras dele são de um cinismo só. Dá para ver o veneno escorrendo pela boca dele”, explica Tony Ramos.


Polêmica

A série mal começou e nas redes sociais as críticas começaram, pois muitos dos telespectadores da emissora não gostam de sua iniciativa de destacar o Diabo novamente em mais uma série. “Brincar com o coisa ruim como se ele fosse engraçado é um grande perigo” disse um jovem nas redes sociais.

Outro comentou que “não se deve levar para os lares do país a idéia de que o mal também pode ser uma coisa boa, pois é isso o que a série tenta ensinar quando coloca o Diabo fazendo humor”

Histórico

Não é a primeira trama em que a emissora leva o Diabo como personagem principal para seus telespectadores. Recentemente, ela também lançou, em outubro de 2016, por meio da Globo Filmes, subsidiária da Rede Globo de Televisão, o filme “A Comédia Divina”, um trocadilho com o famoso livro de Dante Alighieri, sobre uma viagem ao inferno. A premissa do roteiro era que o Diabo (Murilo Rosa) estaria preocupado com sua baixa popularidade e por isso, decidiu abrir sua própria igreja na Terra para conquistar fiéis.

Gospel Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...