quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Homem ameaça cortar as pernas da mulher com um facão por ela ter ido à igreja


 

A violência doméstica é um dos problemas mais graves existentes no mundo. No Brasil não é diferente e os dados sobre esse lamentável crime não são animadores. Em 2020, por exemplo, o país registrou um aumento de 36% em casos de violência contra mulher.

O aumento pode ter sido o reflexo do isolamento devido à pandemia do novo coronavírus. Uma vez que as vítimas passaram a ficar mais tempo em casa, geralmente convivendo com os próprios agressores, os casos tenderam a aumentar.

“Dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos parecem confirmar o que diversas autoridades, incluindo a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, já vinham apontando: a necessidade das pessoas permanecerem mais tempo em casa devido à pandemia da covid-19 pode estar contribuindo para o aumento da violência doméstica contra mulheres”, informou a EBC.
Mulher ameaçada por ir à igreja

Um desses casos ocorreu em Sucupira, na região Sul do estado do Tocantins, quando uma mulher de 39 anos foi ameaçada por seu companheiro por simplesmente ter ido à igreja.


Vizinhos denunciaram a Polícia que a mulher, que não teve o nome revelado por questões de privacidade, estava sendo mantida trancada em casa pelo homem e sofrendo agressões.

No local os policiais encontraram uma arma de fogo caseira e um facão, os quais eram utilizados para ameaçar a vítima. Segundo informações do G1, a mulher chegou a conseguir sair de casa para ir à igreja, mas ao retornar se deparou com o homem ameaçando cortar as suas pernas com o facão.

O homem foi preso em casa e levado para a delegacia. A vítima também acompanhou os policiais para registrar a queixa. A recomendação oficial do governo é que qualquer denúncia dessa natureza seja feita às autoridades pelo número 180. Os denunciantes não precisam se identificar.


Noticias Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...