quinta-feira, 9 de julho de 2020

Os evangélicos e o número de mortes pela Covid-19 no Brasil



Sobe para 67.964 em 09/07/2020 o número de mortes no Brasil causadas pela Covid-19. A informação é do levantamento realizado pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde na última terça-feira (6). O Brasil teve 1.312 mortes registradas por conta do novo coronavírus em 24 horas e tem 1.674.655 milhão de casos confirmados, e 1.072.229 pessoas recuperadas.

Os números são alarmantes. Superam o número de homicídios no país. Podemos verificar esses casos, com base nos dados do Atlas da violência publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada(Ipea). O Covid-19 assume um papel de exterminador dos povos, pois não é somente aqui no Brasil que os casos da pandemia vitimam as pessoas. Somente para que o leitor tenha uma ideia do que ocorre no nosso país, veja o quadro comparativo abaixo:
Ano Homicídios no Brasil
2016 62.517
2017 65.602
2018 62.500
2019 41.635



Embora os números sejam assustadores, as vítimas Covid-19 ultrapassam o número de mortos por assassinato em relação a cada ano citado acima. Apesar de estar dizimando a população, há quem diga que é um mal necessário. Há também quem reaja de forma nada empática, concernente a morte, principalmente daqueles que estão de alguma forma ligados à igreja.
Evangélicos

Entre os mortos pela Covid-19 estão muitos cristãos evangélicos, homens e mulheres honestos que dedicaram suas vidas em favor do reino de Deus para ganhar e arrebanhar almas carentes e sedentas da Palavra de Justiça e Amor. Nos meios de comunicação não são poucas as reportagens sobre a morte de pastores, evangelistas, presbíteros, diáconos, auxiliares, além de muitas mulheres líderes de círculos de oração ou de departamento feminino e outros membros das igrejas.

Em meio ao caos que se instalou na sociedade, existem aqueles que demonstram seu respeito e empatia, e outros com desrespeito e a apatia. E sempre há zombaria. Muitas vezes até questionamento do tipo: “Por que Deus não curou?” “Por que Deus não poupou?” Ou até mesmo um cínico dizer: “Já foi tarde!”
Zombaria

Para os incautos e zombadores, vai um recadinho. A palavra de Deus nos dá direcionamentos em podemos não somente confiar em sua palavra, mas aguardar pacientemente pelos seus propósitos. “O Senhor conhece os que são seus” (2 Timóteo 2:19); e ainda diz mais: “Preciosa é à vista do Senhor, a morte dos seus santos” (Salmos 116.15).

Os verdadeiros servos não estão preocupados com a zombaria de quem quer que seja. A visão deles está focada em Cristo Jesus, o Salvador das almas carentes e esperançosas de alcançar sua graça imerecida através do amor do Pai das luzes (O Grande EU SOU). Mas, ainda que os tais vivam afrontados por muitas e ousadas palavras, o amor pelas almas que ainda existe em seus corações, não lhes permite discutir assuntos relacionados e diretamente apontados para determinados fins que possam denegrir a imagem de outrem. E todos podem acreditar que essa luta vai chegar ao fim. Apenas lamento muito pelos zombadores. Um conselho: não plantem sementes selecionadas no inferno, elas produzem frutos bravos e repletos de toxinas mortais.

Na verdade, quando se trata de assuntos tão intrínsecos à alma humana, cada um dará conta de si. Não podemos nem devemos avaliar ou discutir com alguém que possa estar embasado apenas em achismos ou fetiches quaisquer. Mas devemos orar para que Deus esclareça a todos, incautos ou zombadores de que a semente a ser plantada é o homem quem escolhe. Contudo, a colheita é obrigatória. Chame do que desejar: Lei da Reciprocidade; Lei da Semeadura; Lei da Ação e Reação (2ª lei de Isaac Newton). O homem pode escolher até mesmo sua colheita, mas isso depende da escolha das sementes.

Que Deus abençoe a todos e console os nossos corações atribulados por nossa tão grande perda em todo o Brasil. Que Deus faça resplandecer o seu rosto sobre nós e nos cubra com sua graça. Vamos vencer essa guerra!

Seara News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...