domingo, 6 de janeiro de 2019

Malafaia sai em defesa de Damares Alves e jornalista o acusa de machismo e homofobia



Damares Alves continua no centro dos holofotes da grande mídia por sua declaração sobre meninos usarem azul e meninas usarem rosa, em uma figura de linguagem que traduz a compreensão de que o governo não incentivará a ideologia de gênero como influência da infância. O pastor Silas Malafaia saiu em defesa da ministra, e foi classificado como machista e homofóbico pelo jornalista Athos Moura, do jornal O Globo.

Malafaia abriu sua defesa da ministra apontando uma campanha da sociedade civil para prevenções ao câncer como exemplo da hipocrisia dos ativistas de esquerda, incluindo figuras da mídia: “Outubro rosa, prevenção do câncer de mama. Mulheres. Novembro azul, prevenção do câncer de próstata. Homens. Aí vem artista, ele de rosa e a mulher de azul… Seus hipócritas, ignorantes. Nós estamos falando de crianças, não de adultos”.



“A verdade é que essa esquerda covarde quer manipular as crianças. Essa é que é a verdade. Dizer que ‘não, você vem ao mundo e depois você define’. O sexo é biológico […] A criança tem uma pré-disposição de aceitar características psicológicas do sexo que veio. Até uma criança que tem disfunção de gênero, um garotinho que quer usar sapato alto e vestido, só em você não reforçar isso, 82% vem [na direção do] gênero que ele é [biologicamente]”, acrescentou o pastor.

Mais uma vez, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) salientou que a oposição dos militantes de esquerda contra o conservadorismo é uma postura construída com metodologia, antagonizando valores que colaboraram com a construção da sociedade e que se baseiam, inclusive, na ciência.

“Falácia. Querem desconstruir a heteronormatividade por questões ideológicas. Aprenda: ‘ideologia de gênero’ não é ciência de gênero. O sexo é biológico. Se pegar o fragmento de um osso de um ser humano que viveu 200 anos atrás se sabe se é masculino ou feminino. Cada tecido, cada célula, cada nervo demonstra que o sexo é biológico”, pontuou.


“Toda civilização humana está construída em homens fortes, não em maricas. A mulher e a família precisam de homens fortes. É isso que trouxe a civilização até aqui. Querem criticar a Damares? Entendam, querendo ou não, Bolsonaro foi eleito porque a vontade da maioria do povo brasileiro não quer esse lixo moral de ideologia de gênero, não quer que deturpem nossas crianças”, disse Malafaia, marcando posição de forma contundente, como é de costume.

Essa fala, aguda, motivou uma crítica do jornalista Athos Moura, que colabora com Lauro Jardim na coluna do jornal O Globo: “O pastor Silas Malafaia, um dos mentores espirituais de Jair Bolsonaro, mandou para o ar hoje um vídeo para defender a ministra Damares Alves e a sua afirmação de que ‘meninos vestem azul e meninas vestem rosa’. Em determinado momento do vídeo, o pastor reforçou um posicionamento homofóbico e machista”, rotulou Moura, valendo-se do recurso habitual usado por militantes de esquerda para desacreditar oponentes.

Assista ao vídeo do pastor Silas Malafaia:
Assine o Canal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...