sexta-feira, 13 de julho de 2018

Em meio a pedidos de impeachment de Crivella, Universal defende o prefeito e ataca a Globo

O prefeito do Rio de Janeiro vem enfrentando a primeira crise grave desde que assumiu o cargo, com uma mobilização dos vereadores de oposição para seu impeachment. Tudo começou quando Marcelo Crivella (PRB) recebeu uma comitiva de pastores em seu gabinete e falou sobre possibilidades que seu mandato abria para ações sociais em parceria com as igrejas.
Na última segunda-feira, 09 de julho, foi protocolado na Câmara Municipal o primeiro pedido de impeachment de Crivella. A solicitação partiu do vereador Átila Nunes (MDB), representante de religiões afro e opositor de Crivella desde o início do mandato. Depois, outros dois já foram protocolados.

De acordo com informações do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, Nunes “elencou diversas iniciativas de Crivella privilegiando a Igreja Universal, culminando com a reunião ocorrida na quarta-feira passadano Palácio da Cidade e revelada dois dias depois pelos repórteres Bruno Abbud e Berenice Seara”.
No meio da troca de acusações entre opositores e defensores do prefeito, a Igreja Universal do Reino de Deus decidiu se posicionar, defendendo a atitude de Crivella. Em nota, a igreja reproduziu trechos de reportagens da Record TV, com especialistas afirmando que não há fundamento nos pedidos de impeachment.
A Universal também reproduziu o texto de um colunista do R7, afirmando que o jornal O Globo “promove uma campanha feroz contra o prefeito”. Desde janeiro do ano passado, não foram poucas as reportagens dos veículos do Grupo Globo apontando deficiências da estrutura municipal, sem diferenciar falhas da atual administração com erros que são cometidos desde administrações passadas.

Contra-ataque

Crivella concedeu uma entrevista ao telejornal SBT Rio, e afirmou que a emissora da família Marinho criou factoides para acusá-lo: “Existe, sim, por parte da Globo [uma campanha contra ele], que infiltrou um jornalista e que inventou que era uma reunião secreta. Não era uma reunião secreta, com 170 pessoas e anunciada no WhatsApp, não tem nada de secreto nisso”.
“Mas existe, sim, uma, vamos dizer assim, controvérsia. Todo mundo sabe, eu digo e declaro isso, aqui, que a Globo é inimiga jurada dos evangélicos. A Globo é contra a família, a Globo é a favor do aborto, ela tem toda uma agenda que contraria os princípios cristãos, católicos e evangélicos”, acrescentou o prefeito.
“Ela [TV Globo] lança lá um repórter lá que começa a inventar mentiras. […] É tudo mentira, mais uma vez a Rede Globo de Televisão perde a credibilidade com informações que são absolutamente falsas”, reiterou Crivella.

Processo

O advogado Vitor Travancas havia iniciado uma ação civil pública contra Marcelo Crivella, por conta de nomeações feitas pelo prefeito, mas desistiu das ações. Agora, a juíza Roseli Nalin, da 15ª Vara da Fazenda Pública do Rio, cumprindo o que é determinado por lei, publicou o edital no Diário da Justiça Eletrônico, informando que qualquer cidadão tem o prazo de 90 dias para dar continuidade ao processo, segundo a jornalista Ana Cláudia Guimarães, colaboradora do jornalista Ancelmo Góis, de O Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...