sábado, 7 de abril de 2018

“Pastor Insano” aposta em fantasia de Batman para atrair pessoas



O pastor Ivan Junio ficou conhecido por usar fantasias no púlpito. Imagens dele vestido de Batman já viraram memes nas redes sociais, mas ele não se importa com isso.

Em entrevista ao Gospel Prime, conta que é apenas “um jovem pastor com a imaginação fértil e usando toda a minha criatividade a favor de minha missão para o Reino daquele que me chamou das trevas para a sua maravilhosa Luz, meu Salvador e rei Jesus”.


Vê a si mesmo como “um contador de histórias, mas não quaisquer histórias, são histórias que possam tocar e transformar vidas. Insano aos olhos do mundo por escolher as loucuras de Deus que são mais sábias que a sabedoria humana”.


O uso da palavra insano o acompanha tanto nos seus perfis de mídia social quanto no site de seu ministério, o Rede Insana.

Ao falar sobre o uso de fantasias, traça um paralelo com os profetas bíblicos. “Sempre procuro ilustrar minhas mensagens. Gosto de contar parábolas, mas não apenas contar, gosto de expressar com minha vida a mensagem. Na Bíblia é comum vermos Deus chamando os profetas a fazerem algumas coisas que pareceram insanidade, mas que tinham o propósito de ilustrar verdades profundas”.
Ivan Junio Brito. (Foto: Divulgação)

Ele cita diversas passagens, lembrando que Ezequiel, Isaías e Oséias, por exemplo, foram chamados pelo Senhor para fazer coisas que eram consideradas loucura, mas não deixaram de obedecer. “Foram direções que Deus deu a seus mensageiros para que não apenas falassem, mas vivessem a mensagem. Creio muito no poder da ilustração e por isso tenho utilizado meu contexto histórico, filosófico e cultural para exemplificar verdades do reino”, assegura.

Além da roupa de Batman, ele já se vestiu também de Chaves, Lanterna Verde e um cowboy, sempre para ilustrar a mensagem. Para Ivan, esses elementos culturais ajudam a comunicar. Ele não está sozinho. Sua esposa já pregou vestida de “Chiquinha” e tem feito “muitas loucuras” ao lado dele.Esposa de Ivan já pregou vestida de “Chiquinha”.

“Se olharmos para algumas décadas atrás veremos que muitas coisas que hoje fazem parte do nosso culto eram ridicularizadas e consideradas ‘do diabo’. As pessoas vestem uma fantasia para irem a uma festa, assistem o filme do Batman no cinema e também em casa, até vestem uma camiseta dele, mas as mesmas pessoas não concordam em usar para pregar uma mensagem”, avalia.

As comparações com o pastor Lucinho, da Lagoinha, que também usa fantasias, são inevitáveis. Ivan diz que Lucinho é “um grande amigo”, mas que ele já fazia algumas “loucuras” antes de conhecê-lo.

Gospel Prime

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...