sexta-feira, 27 de abril de 2018

“Imprensa do Brasil não tem moral para falar de fake news”, diz Silas Malafaia



O pastor Silas Malafaia gravou um vídeo contestando as recentes acusações da grande imprensa contra veículos menores, acusando-os de produzir fake news. Sem citar nomes, o pastor deixa entender que se referia à uma reportagem da Revista Época que acusou um site evangélico de ser o maior produtor de notícias falsas do país, o que não é verdade.

Malafaia que sempre defende a liberdade de imprensa, declarou que os grandes veículos de comunicação deixam a desejar quando se fala de seriedade e imparcialidade, citando dois assuntos que o envolvem, notícias falsas lançadas contra ele e divulgadas amplamente pelos veículos de comunicação no Brasil.

A primeira situação foi a revista Forbes que citou Malafaia como o terceiro pastor mais rico do país, dando a ele um patrimônio de 150 milhões. O presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo chegou a mostrar seu imposto de renda na TV e provar que não possui patrimônios no valor declarado pela a revista.

“O cara foi tão bandido e mentiroso que… produziu uma fake news e toda imprensa publicou”, declarou o pastor reclamando que a imprensa não foi procurar saber sua resposta sobre a declaração da revista americana.

O segundo caso é mais recente, se refere à notícia de que ele estaria sendo investigado pela Operação Timóteo. Malafaia recebeu uma oferta de R$ 100 mil de um advogado evangélico de Santa Catarina que foi até o Rio lhe entregar o valor em cheque. O cheque foi depositado na conta do pastor que chegou a declará-lo em seu imposto de renda.

Mas como o advogado em questão passou a ser investigado pela Polícia Federal, o cheque na conta de Silas Malafaia foi investigado e tudo acabou sendo provado, deixando o religioso livre de qualquer envolvimento com o caso de corrupção. A imprensa, que noticiou que Malafaia estava sendo investigado, nada falou quando ele conseguiu provar sua inocência.

“Falaram mentira até dizer chega…. Fake News! Mentira da imprensa, eu falei, eu me defendi e ninguém disse nada”, reclamou o pastor.

Imprensa perdeu o monopólio

Na visão do pastor, a grande imprensa está se sentindo ameaçada pela internet, pois grandes monopólios de mídia estão perdendo espaço para veículos e blogs menores que conseguem conversar com o público e segmentar a audiência.


“Sabe qual é o problema? A imprensa perdeu o monopólio da informação. Acabou… Durante anos a imprensa produziu fake news…”, declara ele alvo constante de matérias de acusação que tentam denegri-lo por conta de seus posicionamentos políticos e religiosos.

Malafaia cita ainda a recente “pesquisa” de que parte dos apoiadores do pré-candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PSL) são robôs, e lembra que na última eleição presidencial o Partido dos Trabalhadores conseguiu plantar inúmeras notícias falsas e a imprensa não deu atenção para isso.

“Em 2014, o PT arrumou um exército para plantar notícias falsas e vocês não falaram nada, ficaram quietos”, disse o pastor no vídeo compartilhado em suas redes sociais.

Na visão do pastor, a intenção da imprensa tradicional em citar sites conservadores e evangélicos como notícias falsas é “detonar os evangélicos, detonar a direita, para dizer que tudo que é notícia [não dada pela grande mídia] é fake news”.
JM Noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...