quinta-feira, 19 de abril de 2018

“Igrejas evangélicas devem se tornar um dos principais pontos de peregrinação política”, diz El País



Representando quase 30% da população do país, os evangélicos serão procurados por candidatos dos mais diferentes partidos políticas que pleiteiam cargos no legislativo ou executivo nas eleições deste ano. Homens e mulheres que disputarão os votos de um segmento capaz de definir qualquer eleição.

O jornal El País lembrou de alguns candidatos que há alguns meses vêm buscando aproximação com os evangélicos, como é o caso do agora ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que pode ser candidato à presidência pelo MDB.

Meirelles foi visto participando de grandes eventos das Igrejas Assembleia de Deus, tanto o Ministério Madureira, quanto Ministério Belém, igrejas que juntas representam a maior denominação evangélica do país.

Além da Assembleia, o ex-ministro também foi visto na Sede da Igreja Sara Nossa Terra, em Brasília, onde foi apresentando pelo bispo Robson Rodovalho como o responsável pelo “milagre da economia brasileira”.

O jornal espanhol, em sua versão brasileira, lista outros países que também contam com o apoio dos evangélicos para definirem as eleições como a Colômbia e o México. Em todos eles, os candidatos buscam atrair os votos se mostrando contrários a pautas como a legalização do aborto, a não autorização do casamento entre pessoas do mesmo sexo e outras pautas conservadoras que o jornal chama de “retrógadas”.


Com uma população ainda ligada à religião cristã, a América Latina tem visto crescer o surgimento de uma corrente conservadora que se levanta contra as pautas progressistas defendidas por partidos de esquerda.

Um exemplo desse embate entre conservadores e progressistas foi visto nas eleições da Costa Rica há cerca de duas semanas, quando representantes das duas vertentes foram para o segundo turno da eleição presidencial. Fabrício Alvarado, pastor evangélico, acabou perdendo a eleição para o progressista Carlos Alvarado Quesada, com uma diferença de menos de 20% dos votos válidos. Com informações El País

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...