terça-feira, 3 de abril de 2018

Deltan Dallagnol e Marcelo Bretas são criticados por dizer que farão jejum e oração contra Lula



O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, aproveitou o Domingo de Páscoa para incentivar a prática de um exercício espiritual muito popular durante a quaresma: o jejum.

Segundo ele, quarta-feira é o dia D da luta contra a corrupção na Operação Lava Jato, referindo-se ao julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Uma derrota significará que a maior parte dos corruptos de diferentes partidos, por todo país, jamais serão responsabilizados, na Lava Jato e além. O cenário não é bom. Estarei em jejum, oração e torcendo pelo país”, escreveu Dallagnol no Twitter.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...