quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Veja estampa criança trans na capa no dia da criança e tenta impor ideologia de gênero



A Veja trouxe em sua reportagem de capa uma matéria intitulada “Meu filho é trans: A saga dos pais de crianças que não se identificam com seu sexo biológico”. Na matéria, a personagem trans Ivana, interpretada por Carol Duarte, na novela A Força do Querer é mencionada com louvores em meio à uma pregação confusa de valores invertidos.

A revista diz ter acompanhado o cotidiano de famílias onde as crianças sofreriam com a “disforia de gênero”, que seria identificável mesmo aos 6 anos de idade. Para justificar sua abominável ambição de homossexualizar a infância, o semanário entrevistou psicólogos, psiquiatras e professores, que subscreveram as teorias defendidas pelo grupo global.

Segundo a jornalista Giulia Vidale, os transgêneros fazem parte do cotidiano brasileiro, e já não se pode fingir que não existem, apenas por não combinarem com o padrão.

Semelhante ao que aconteceu no Fantástico, o time de “especialistas” citados, apenas servem para fortalecer a tese defendida pela revista, em sua tentativa de “barrar a intolerância”. O jornalista Jarbas Aragão chama a atenção para o fato da matéria ser citada na categoria “saúde”, e não em “comportamento”, deixando clara a matiz ideológica e panfletária da revista em sua tentativa de re-categorização da sexualidade.

Essa investida injustificável da revista contra a inocência infantil apenas reflete o grau de putrefação da nossa mídia brasileira e dos formadores de opinião que militam contra os valores familiares enquanto dizem proteger uma laicidade do Estado que jamais esteve sob ataque.

Consciência Cristã News
Imagem: VEJA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...