sábado, 14 de outubro de 2017

Deputado da Igreja Mundial propõe novo feriado: Dia de Adorar a Deus



Em um país afundado em denúncias de corrupção, alguns deputados federais parecem ter outras preocupações. Se todos os projetos que mexem no calendário oficial forem aprovados, o Brasil pode ganhar cinco feriados nacionais e perder um.

Quando ainda era deputado, Newton Cardoso (PMDB/MG) criou um projeto de lei que não consideraria mais a proclamação da República, em 15 de novembro, como feriado. Ele justifica que a República foi instituída sem participação popular.

Por outro lado, existem quatro projetos de lei tramitando na Câmara que propõem novos feriados nacionais além dos 11 feriados já estabelecidos.

O Dia de Adoração a Deus (segundo sábado de março) foi proposto pelo deputado Missionário José Olimpio (DEM/SP), eleito com o apoio da Igreja Mundial do Poder de Deus. Em 2012, ele sugeriu a criação da nova data comemorativa.

Na justificativa, ele argumenta: “Este feriado é proposto, para que as pessoas tenham um dia destinado à adoração a Deus; reflexão de seus atos; rever conceitos; celebrar a paz, o amor e o respeito ao próximo”.

Outro feriado de cunho religioso é o Dia de São João, proposta do deputado Valmir Assunção (PT/BA), com a justificava de importância cultural e econômica.

Os demais são:

O feriado pelo Dia Internacional da Mulher, proposta do deputado Hélio Leite (DEM/PA).

O feriado pelo Dia Nacional da Consciência Negra, proposto pelos ex-deputados Renato Simões (PT/SP), Janete Pietá (PT/SP), Luiz Alberto (PT/BA) e pelos atuais deputados Vicentinho (PT/SP) e Valmir Assunção (PT/BA).

O feriado para o Dia de se Declarar Amor ao Brasil (dia 6 de setembro), proposto pelo Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros, mas não “encampado” por nenhum parlamentar até o momento. Com informações Gazeta do Povo

Gospel Prime


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...