sábado, 10 de junho de 2017

Livro que fala de incesto em escolas será recolhido, informou Magno Malta



O ministro da Educação, Mendonça Filho, considerou inadequado o livro que aborda a condição do incesto, que foi distribuído para a rede pública de todo o país, para crianças de 6 a 8 anos de idade. O polêmico livro, segundo o Ministro, é herança do governo Dilma Rousseff. Para o senador Magno Malta, autor da nova CPI dos Maus-Tratos Infantis, esta publicação vem do pacote do kit gay, implantado em 2010. “Quero parabenizar o Ministro da Educação pela decisão em favor das crianças e das famílias brasileiras. Aproveito e alerto para outros livros que já estão implantados nesta mesma linha”, disse Magno Malta.

O livro “Enquanto o sono não vem” é destinado a alunos de primeiro ao terceiro ano. Nele o conto intitulado “A triste história de Eredegalda” fala de um rei que pede uma das três filhas em casamento. A proposta do pai é que a mãe da menina seja criada deles. Ao recusar o convite do pai, a história conta que a menina é presa em uma torre, onde passa sede. Ao pedir à mãe e às duas irmãs para beber água, ela não recebe ajuda por ameaças de morte do pai. “Eles tentaram infundir mensagens subliminares, com conteúdo dissimulado, mas também de forma aberta e direta na cabeça das nossas crianças, em uma clara tentativa ideológica de mudar a educação dada pela família, que seja sexual ou de toda ordem, pois escola é para abrir janela para o conhecimento”, explicou Magno Malta.

Nesta quinta-feira, ao receber um vídeo do Ministro da Educação informando o recolhimento do livro Enquanto o sono não vem, Magno Malta gravou áudio, postando nas redes sociais, manifestando apoio total ao MEC e alertando para vários outros livros que foram publicados no governo passado com o mesmo objetivo. “Já estamos com nossa assessoria trabalhando diretamente neste sentido há muito tempo e denunciamos a tentativa de dissimular mensagens de caráter sexual para crianças. Assim, com o posicionamento do Ministro acredito que serão usados novos critérios para livros didáticos”, finalizou Magno Malta.(Assessoria de Imprensa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...