quinta-feira, 13 de abril de 2017

As 4 Taças da Páscoa ( Lc 22.20) - Por Marlon Araújo


A Páscoa se aproxima e a maioria das pessoas não tem a menor ideia do que essa festa representa. Como sempre uma celebração espiritual assumiu uma conotação comercial, com vendas de ovos de chocolate que nada tem a ver com o real sentido. A Páscoa é tão importante para o povo Judeu quanto é para o Cristão, porque é um quadro claro e bonito do plano de DEUS para a redenção de toda humanidade. A celebração da Páscoa feita pelos Judeus consiste em uma festa que dura a noite toda, na qual as famílias ficam comendo, conversando, recordando suas histórias. Páscoa fala de memória, identidade. Páscoa é uma festa instituída para que jamais Israel se esquecesse quem foi, quem é, e quem será. A Páscoa deveria ser celebrada com um jantar familiar, onde um cordeiro seria assado e comido por todos, no jantar deveria ter o pão sem fermento e ervas amargas. O pão sem fermento nos ajuda a lembrar que na noite da saída do povo de Israel do Egito, eles comeram as pressas; e o pão não teve tempo de fermentar. As ervas amargas nos lembram de como nossa vida era amarga quando éramos escravos de Faraó. Na ceia Pascoal chamada no Hebraico de Sêder, contem algumas iguarias da culinaria Israelita. 1º Betzah: ovos cozidos; Na tradição Judaica os ovos são mergulhados em água salgada e comido, simbolizando o choro da morte. 2º Zerah: O osso da perna de um cordeiro. O osso simboliza os cordeiros pascais sacrificados na época do Templo. 3º Maror: Evas amargas como eu já disse: simboliza a amargura da escravidão do Egito. 4º Karpas: Uma verdura, simbolizando o hissopo usado para passar o sangue do cordeiro nas vergas das portas. 5º Charoset: uma especie de purê, simbolizando a argamassa ou o barro que os escravos Israelitas usavam para fazer tijolos. 6º Água salgada representando as lágrimas que o povo de Israel derramou quando era escravo. E por fim 4 Taças cheias de suco de uvas com um simbolismo espiritual e profético. A 1º: Taça da Santificação ela é tomada no inicio da refeição. Para lembramos que nós somos um povo separado dos demais. 2º: Taça da Libertação comemorando a libertação do Egito. Ela é tomada durante a refeição 3º: Taça da Promessa ela é tomada depois da refeição. Lembrando que o Concerto é do SENHOR e não do homem. 4º Taça da aceitação eles dizem que o Messias vem em uma ceia e outra, eles pegam essa Taça e cantam um hino para o profeta Elias, porque eles dizem que Elias vinha primeiro. Todos participam desta cerimonia e não bebem dessa Taça. Nos sabemos que Elias já venho, e o Messias também, Esta é a Taça que o SENHOR usou para simbolizar a ratificação da Nova Aliança e instituir a Santa Ceia. ELE mesmo não tomou desta Taça, porem disse que a tomará quando o Reino Messiânico for estabelecido. Por isso que o Ap. Paulo disse: Pois CRISTO, nosso Cordeiro Pascal, foi sacrificado. 1 Cor 5.7. Então coelho não bota ovo, mais Cordeiro Morto e Ressuscitado gera vida para toda reça humana. Shalom la Rhema: Paz e Prosperidade. Marlon Araujo Palavra de Fogo. Jr 23.29.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...