quarta-feira, 1 de março de 2017

A Cinza da Quarta-Feira (Lv 6.11) - Por Marlon Araújo


Os 40 dias que antecedem a Páscoa é conhecido no calendário católico como (quaresma), ela se inicia na 4º feira em que encerra o carnaval,onde se faz a aspersão das cinzas; estas cinzas que são espargidas sobre os fiéis seriam um símbolo para reflexão sobre a necessidade e o dever da mudança.
Em se tratando de carnaval, a grande festa da carne, os 4 dias, os participantes se entregam ao total controle de Momo e suas hostes infernais.(Momo é uma corruptela de Mamom", uma divindade fenícia da prosperidade) era representado por uma estatueta de um personagem obeso que se envolvia em bebedeiras, sexo livre e máscaras.
O carnaval retrata a decadência de uma sociedade completamente dominada pelo misticismo; muita luz, muita cor, muito movimento.
O carnaval exaltam os deuses pagãos, enaltecem o que o SENHOR abomina, todas as concupiscências da carne se tornam lícitas; não se esqueça que Momo o rei da carnavalis, recebeu as chaves da cidade de sua autoridade maior, o prefeito, sendo assim é proibido proibir.
A 4 feira de cinzas se transformou em um pedágio psicológico rotineiro daqueles que não tem compromisso algum com uma vida de renúncia e santidade, que em suas consciências sabem que cometeram atos reprováveis.
Na Bíblia o sacerdote tinha a obrigação de limpar as cinzas do altar, depois de ter sido oferecido um holocausto; e quando removia as cinzas da manhã, deixava-as ao lado do altar, e depois removia as cinzas para algum lugar limpo fora do arraial.
Esse procedimento nos parece algo sem qualquer importância para nossos dias e sem qualquer aplicação no século em que vivemos, mas vamos considerar de mais perto esta passagem.
O serviço sacerdotal requeria esforço e dedicação, era necessário uma dose diária de entusiasmo, pois o serviço que faziam era por vezes repetitivo e sem qualquer atrativo.
No nosso dia a dia se não encontramos esse entusiasmo, cairemos na rotina da carne, e o nosso carnaval interior vai reinar no nosso coração, e a nossa 4º feira de cinzas vai se apresentar com a cara mais lavada do mundo.
O altar que é o nosso coração, se não tirar as cinzas que está sobre ele, vai se tornar em entulhos de cinzas, aonde as cinzas poderão se ocultar debaixo do tapete mais vai ter um dia em que o peso das cinzas, com a podridão da carne vai fazer o altar se fende de cima para baixo e mão leprosa que não tirou as cinzas do altar, vai ficar como a mão de Jeroboão que pode até ficar curada mais a alma sempre ficará leprosa; 1Rs.13-3-5.
Um texto bastante conhecido de nós crentes pentecostais, é Lv,6-13, que diz que fogo arderá continuamente no altar, mais eu prefiro e vs 11, que diz que o sacerdote tem que levar as cinzas para um lugar limpo, fogo de DEUS só fica acesso quando as cinzas são levadas para a pureza de CRISTO JESUS NOSSO SENHOR.
SHALOM LA-RHEMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...