domingo, 19 de fevereiro de 2017

Pastor faz crentes tomarem veneno de rato para provar que estão acima da morte; cinco morreram



O pastor Light Monyeki disse aos fiéis da igreja "Ministérios da Graça Vivendo a Esperança" para beberem de uma garrafa de água com Rattex para 'nutrir seus corpos' e 'curar suas doenças'.

Depois que o pastor tomou um gole, "uma multidão de congregados voluntariamente correu para a frente para tomar um copo do veneno mortal", afirmou a igreja numa publicação nas redes sociais.

Compartilhando fotos de Monyeki despejando a água envenenada nas gargantas dos congregantes, a igreja escreveu em um post no Facebook: 'O homem de Deus, o Profeta Luz Monyeki demonstra o poder de fé fazendo com que os fiéis bebam Rattax, veneno mortal, para demonstrarem a sua fé.'

Antes de derramar o líquido na garganta dos fiéis, o pastor deu um gole. Quando ele fez isso, muitas pessoas quiseram fazer o mesmo e acorreram ao púlpito. Logo, alguns começaram a sentir dores no estômago. À noite, 5 morreram e outros 13 foram hospitalizados.

Monyeki negou qualquer responsabilidade no sucedido, afirmando: "Não precisamos proclamar a fé porque somos crentes. A morte não tem poder sobre nós". A polícia começou uma investigação mas ninguém foi preso até o momento.






O pastor recebeu críticas generalizadas depois de ter postado as fotos na internet. Outros pastores da África do Sul condenaram veementemente o colega, afirmando que quem deveria buscar uma cura para suas doenças seria o próprio pastor.


Light Monyeki não é o primeiro polêmico pastor sul-africano a encorajar práticas pouco ortodoxas entre seus paroquianos.

Em 2014, o pastor Lesego Daniel dos Ministérios do Centro Rabboni na África do Sul convenceu os membros de sua igreja a comer erva, dizendo-lhes que lhes daria força e cura.

Um ano depois, outro polêmico jovem pastor chamado Penuel Mnguni supostamente comandou uma serpente para se transformar em chocolate, instando seus congregantes a comer o corpo do animal como uma prova de fé. Ele foi preso por suspeita de crueldade com animais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...